Mercado abrirá em 28 mins

Em 12 meses, 20 ações ainda têm valorização no Ibovespa

Marcelle Gutierrez
Foto: NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images

Mesmo com a derrocada do Ibovespa neste ano causada pelo coronavírus, algumas ações ainda acumulam valorização em 12 meses. Já o próprio índice acumula perdas no período de 30,31%, praticamente anulando a valorização de 31,6% registrada em 2019.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Entre os 74 ativos que compõem a carteira atual do Ibovespa, 20, ou 27%, ainda estão no positivo em um ano.

O destaque fica com Raia Drogasil ON, que sobe 59,72% em 12 meses, seguida por WEG ON (60,23%) e Qualicorp ON (55,71%). Magazine Luiza ON e Telefônica Vivo PN também estão entre as ações que continuam no azul, com valorização de 36,98% e 31,99%, respectivamente.

Leia também

As empresas são consideradas mais “resilientes” em meio à crise, seja por estarem na área de saúde e farmácia e serem pouco afetadas pela desaceleração da economia, caso da Raia Drogasil e Qualicorp, ou por terem balanço estruturado, com caixa, dívida sob controle e boa gestão — WEG e Magazine Luiza.

Já no grupo das maiores perdas em 12 meses estão exatamente as ações daquelas empresas afetadas diretamente pelo avanço da doença: turismo e companhias aéreas. No período, CVC Brasil ON cai 86,78%, Smiles ON, recua 79,39%, e Gol PN, desvaloriza 77,91%.

Vale ponderar que as oscilações consideram o pregão desta quinta, em andamento, e no qual o Ibovespa sobe 4,63%, aos 69,88 pontos.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.