Mercado abrirá em 7 hs
  • BOVESPA

    108.651,05
    +249,05 (+0,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.241,81
    -113,09 (-0,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,84
    -0,66 (-0,73%)
     
  • OURO

    1.805,70
    -6,60 (-0,36%)
     
  • BTC-USD

    22.923,99
    -965,18 (-4,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    532,55
    -24,80 (-4,45%)
     
  • S&P500

    4.122,47
    -17,59 (-0,42%)
     
  • DOW JONES

    32.774,41
    -58,09 (-0,18%)
     
  • FTSE

    7.488,15
    +5,78 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    19.533,40
    -470,04 (-2,35%)
     
  • NIKKEI

    27.806,11
    -193,89 (-0,69%)
     
  • NASDAQ

    13.008,00
    -23,50 (-0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2559
    +0,0232 (+0,44%)
     

Elon Musk, Tesla e Bitcoin: agora é tudo ou nada

·2 min de leitura
Agora, é possível comprar um Tesla com bitcoins. (Foto: Artur Widak/NurPhoto via Getty Images)
Agora, é possível comprar um Tesla com bitcoins. (Foto: Artur Widak/NurPhoto via Getty Images)
  • Elon Musk anunciou que Tesla agora aceita bitcoins na compra de carros.

  • Musk avisou também que esses bitcoins não serão convertidos para dólar.

  • Especialistas viram nisso uma aposta no futuro do ecossistema de criptomoedas.

O anúncio de que a Tesla de Elon Musk passará a aceitar bitcoins como forma de pagamento por seus veículos mexeu com a comunidade de criptomoedas, e fez subir a cotação do ativo digital.

Leia também:

Mas alguns especialistas apontaram para outro detalhe importante no anúncio de Musk, feito pelo Twitter: o de que os bitcoins recebidos em transações não serão convertidos para dólar, e serão armazenados em bitcoins.

Ou seja, Musk planeja usar esses bitcoins para ampliar as reservas da empresa na criptomoeda, depois da aquisição de US$ 1,5 bilhão no começo do ano.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Esse anúncio é importante, pois mostra a confiança de Musk no futuro das criptomoedas, e sugere uma estratégia de “tudo ou nada”: agora, com a saúde financeira da Tesla atrelada à sobrevivência e prosperidade do ecossistema do bitcoin, Musk deve continuar avançando nesse território, para garantir que sua aposta saia vencedora no longo prazo.

Bitcoin

O bitcoin é a mais famosa e valiosa criptomoeda do mundo atualmente. Começou a ser negociada publicamente em 2010, quando custava centavos de dólar, e desde então vivenciou uma vertiginosa valorização.

Até 2020, seu preço flutuava em torno dos R$ 10 mil, e chegou a cerca de R$ 3 mil no ano passado.

Mas, a partir da virada do ano, o ativo viu seu preço subir constantemente, e agora é negociado a cerca de R$ 55 mil, depois do “embarque” de grandes empresas, como a Tesla de Elon Musk, e de outros participantes institucionais do mercado.

Criptomoedas

As criptomoedas são uma classe de ativos digitais, baseados na blockchain – uma espécie de “livro de registros” digital. Na blockchain, é possível registrar de forma transparente a entrada de novos bitcoins no mercado (após serem “minerados”) e também transações entre diferentes carteiras.

Elon Musk

Elon Musk é hoje o segundo homem mais rico do planeta, com fortuna estimada em mais de US$ 160 bilhões. De origem sul-africana, ele fez fortuna nos Estados Unidos com negócios ligados a tecnologia – ele foi um dos responsáveis pelo sucesso do PayPal.

Nos últimos anos, vem investindo seu dinheiro em diferentes empresas: a Tesla, que fabrica carros elétricos, a SpaceX, que produz foguetes e tecnologia aeroespacial, a Boring Company, que cava túneis de transporte subterrâneos, e a Neuralink, que estuda implantes eletrônicos cerebrais.

Musk investe ainda na OpenAI, uma organização aberta que estuda inteligência artificial.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos