Mercado fechará em 4 h 50 min
  • BOVESPA

    100.961,02
    +2.288,77 (+2,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.870,25
    +128,75 (+0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,33
    +1,71 (+1,59%)
     
  • OURO

    1.826,50
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    20.746,15
    -573,02 (-2,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    452,82
    -8,98 (-1,94%)
     
  • S&P500

    3.911,61
    -0,13 (-0,00%)
     
  • DOW JONES

    31.491,94
    -8,74 (-0,03%)
     
  • FTSE

    7.267,06
    +58,25 (+0,81%)
     
  • HANG SENG

    22.229,52
    +510,46 (+2,35%)
     
  • NIKKEI

    26.871,27
    +379,30 (+1,43%)
     
  • NASDAQ

    12.139,50
    -1,00 (-0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5279
    -0,0245 (-0,44%)
     

Elon Musk terá acesso à "caixa preta" de dados do Twitter, diz jornal

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Depois de muita polêmica, Elon Musk finalmente deverá ter acesso aos dados de clientes do Twitter que, segundo ele, são necessários para saber se as estimativas de bots de spam da rede social são precisas. Segundo o Washington Post, a empresa planeja atender à demanda do bilionário, que fez oferta de US$ 44 bilhões (R$ 215 bilhões) para comprá-la em abril.

A reportagem do jornal diz que Musk acessará a "mangueira de incêndio" completa do Twitter — isto é, um fluxo de dados de mais de 500 milhões de tuítes publicados todos os dias — de acordo com uma pessoa próxima da empresa, que falou sob a condição de anonimato.

O portal Ars Technica procurou o Twitter, que se recusou a comentar sobre o relatório, mas reforçou a declaração de segunda-feira (6) de que "o Twitter tem e continuará a compartilhar informações cooperativamente com o sr. Musk para consumar a transação de acordo com os termos do acordo de fusão" — a mesma dita quando o magnata continuou ameaçando sair do acordo se não obtivesse os dados e acusando o Twitter de violar o acordo fechado em abril.

Twitter poderá fornecer os dados de pessoas da plataforma a Elon Musk já nesta semana (Imagem: Brett Jordan/Unsplash)
Twitter poderá fornecer os dados de pessoas da plataforma a Elon Musk já nesta semana (Imagem: Brett Jordan/Unsplash)

O Twitter poderá fornecer os dados a Musk "já nesta semana", segundo o Post. "Atualmente, cerca de duas dezenas de empresas pagam pelo acesso ao 'tesouro', que é não apenas um registro em tempo real de tuítes, mas os dispositivos de onde eles tuitam, bem como informações sobre as contas que tuitam."

A oferta de Musk para comprar o Twitter dispensou "diligência prévia de negócios", ou seja, não seria preciso investigação para avaliar os riscos da transação. Mas ele defendeu que a plataforma deve fornecer os dados solicitados por causa de uma cláusula no acordo de fusão, que daria a ele direito a informações "para qualquer finalidade comercial razoável relacionada à consumação da transação".

Twitter x Elon Musk: a polêmica conta de bots

O Twitter estima que são spam ou falsos menos de 5% das contas ativas diárias monetizáveis — nome dado a pessoas que usam o site todos os dias e podem ver anúncios, além de postar tuítes próprios ou visualizar os de outras pessoas.

Musk diz que a estimativa do Twitter está errada, mas suas afirmações são baseadas em diferentes tipos de cálculos, como o número de bots entre todas as contas do Twitter (esteja ativas ou não) ou o número de bots entre contas que postam tuítes todos os dias.

Isso gerou bate-boca público entre o dono da Tesla e SpaceX e o atual CEO do Twitter, Parag Agrawal, que fez um fio dizendo que a sugestão de Musk para medir bots com uma amostra aleatória de 100 contas não funcionaria. Musk respondeu primeiro com um emoji de cocô. Segundo, perguntou "Então, como os anunciantes sabem o que estão recebendo pelo seu dinheiro? Isso é fundamental para a saúde financeira do Twitter".

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos