Mercado fechado

Elon Musk supera Zuckerberg e se torna a terceira pessoa mais rica no mundo

Danielle Cassita
·2 minuto de leitura

Esta semana começou bem para Elon Musk: com o anúncio da entrada da Tesla na S&P em dezembro e, portanto, junto das empresas de maior prestígio no mercado, o CEO da montadora supera Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, na lista das pessoas mais ricas do mundo, que é liderada por Jeff Bezos (da Amazon) e Bill Gates. Agora, Musk ocupa o terceiro lugar dessa lista.

O anúncio da entrada da Tesla foi feito no início da semana e ocorre após meses de especulação — aliás, essa expectativa ajudou a impulsionar uma alta de quase cinco vezes nas ações deste ano, o que tornam a empresa a maior a ser adicionada neste grupo. A incorporação é tão expressiva que a S&P está buscando análises da comunidade de investidores para determinar se a Tesla deveria ser adicionada de uma só vez ou se é melhor realizar o processo em duas partes separadas, e a empresa que a Tesla irá substituir ainda não foi informada.

A Tesla tem o valor de mercado mais alto de qualquer montadora no mundo, e segue à frente de nomes como Toyota, Volkswagen e General Motors, apesar de produzir apenas uma fração da quantidade de veículos. Neste ano, a estimativa de entrega é de até 500 mil veículos — em comparação, a produção anual da Toyota é de cerca de 10 milhões.

Como essa movimentação já era esperada há algum tempo, as ações da empresa apresentaram aumento de 14%; agora, com a entrada da pioneira dos carros elétricos, Musk viu seu patrimônio líquido decolar em impressionantes U$ 15 bilhões. Como resultado, a fortuna pessoal de Musk também teve aumento: o patrimônio líquido do empresário deverá chegar aos U$ 117,5 bilhões — valor acima dos U$ 106 bilhões de Mark Zuckerberg, que seguia à frente dele há não muito tempo. Por enquanto, os nomes que estão acima de Musk nessa lista são os de Bill Gates, que segue com U$ 129 bilhões, e Jeff Bezos, com U$ 184 bilhões.

Além disso, as coisas estão agitadas para Musk desde o fim de semana, que foi quando a SpaceX lançou com a NASA o foguete Falcon 9, levando quatro astronautas para a Estação Espacial Internacional na missão Crew-1, para uma estadia de seis meses de duração a bordo do laboratório orbital.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: