Mercado abrirá em 28 mins

Elon Musk recua e 'mata' novo selo de oficial para contas do Twitter

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Elon Musk disse em um tuíte nesta quarta-feira (9) que "matou" o selo de "oficial" para contas do Twitter no mesmo dia em que o novo sistema de verificação começou a ser implementado.

"Por favor, tenha em mente que o Twitter fará muitas coisas idiotas nos próximos meses", escreveu o bilionário. "Vamos manter o que funciona e mudar o que não funciona."

O selo "oficial" apareceu por algumas horas embaixo do nome de usuário de alguns perfis da rede social. A ideia era servir como uma "verificação da verificação" para perfis governamentais, de empresas, grupos de mídia, editores de conteúdo e algumas figuras públicas.

Musk recuou apenas um dia depois que uma executiva de produto do Twitter anunciou o recurso. Em resposta a um youtuber americano, o CEO da Tesla disse esta tarde que "acabou de matá-lo" e que o já tradicional selo azul de verificado será o verdadeiro nivelador da rede social.

O surgimento repentino do selo "oficial" confundiu usuários da rede social por ser semelhante ao selo azul, que aparece do lado direito dos nomes.

O vai e volta ocorre em meio à suspensão de publicidade de diversas empresas na rede social. Marcas como Stellantis, General Motors e United Airlines buscam entender como os padrões de comunidade e de moderação de conteúdo vão ser administrados pela nova gestão do Twitter.

Além disso, o Twitter demitiu cerca de metade de seu pessoal na última sexta-feira (4). No domingo (6), contudo, a empresa entrou em contato com dezenas desses funcionários para pedir que voltem, segundo a Bloomberg News.

No sábado (8), a rede social atualizou seu aplicativo na App Store da Apple, e começou a cobrar US$ 8 (R$ 40) pelos selos azuis de verificação de identidade, na primeira grande revisão da plataforma de mídia social por Musk.