Mercado abrirá em 10 mins
  • BOVESPA

    106.924,18
    +1.236,18 (+1,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.579,90
    +270,60 (+0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,74
    -0,75 (-0,68%)
     
  • OURO

    1.804,90
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    29.854,04
    -508,38 (-1,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    669,59
    -11,52 (-1,69%)
     
  • S&P500

    4.023,89
    +93,81 (+2,39%)
     
  • DOW JONES

    32.196,66
    +466,36 (+1,47%)
     
  • FTSE

    7.429,99
    +11,84 (+0,16%)
     
  • HANG SENG

    19.950,21
    +51,44 (+0,26%)
     
  • NIKKEI

    26.547,05
    +119,40 (+0,45%)
     
  • NASDAQ

    12.396,00
    +13,25 (+0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3187
    +0,0596 (+1,13%)
     

Elon Musk pretende tornar o Twitter público em apenas 3 anos

Elon Musk pretende tornar o Twitter público após apenas 3 anos
Elon Musk pretende tornar o Twitter público após apenas 3 anos
  • A informação sobre Elon Musk foi publicada pelo o Wall Street Journal nesta terça-feira;

  • O bilionário pagou mais de R$ 218 bilhões para adquirir a empresa;

  • O acordo prevê pagamento de quase R$ 270,00 por ação do Twitter

Elon Musk planeja tornar o Twitter público novamente em menos de três anos após a compra da empresa de mídia social, informou o Wall Street Journal nesta terça-feira (3), citando fontes familiarizadas com o assunto.

Segundo informações da Reuters divulgadas no início desta semana, Musk está conversando com grandes empresas de investimento e indivíduos de alto patrimônio líquido sobre obter mais financiamento para sua aquisição do Twitter por mais de R$ 218 bilhões e vincular menos sua fortuna no negócio.

Em 25 de abril, o conselho de administração do Twitter disse que aceitou a oferta do CEO da Tesla de comprar a empresa – encerrando uma saga de uma semana e inaugurando uma nova era para a plataforma de mídia social em dificuldades.

O acordo prevê pagamento de quase R$ 270,00 por ação da empresa, que ele prometeu tornar privada. O acordo deve ser fechado ainda este ano, sujeito a condições como a aprovação dos acionistas e reguladores do Twitter.

Segundo documento apresentado à SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos EUA), o bilionário alinhou US$ 25,5 bilhões por meio de empréstimos com um grupo de bancos liderado pelo Morgan Stanley. O restante ele disse que forneceria pessoalmente, mas sem detalhar a origem.

Musk também vendeu R$ 42 bilhões em ações da Tesla – mas ele insiste que o restante de sua participação na fabricante de carros elétricos permanecerá intocado por enquanto.

Twitter teme perder anunciantes e empregados por causa de Elon Musk

O Twitter alertou, em documento enviado nesta segunda-feira (02) ao órgão regulador do mercado de capitais norte-americano, que pode perder anunciantes e funcionários com a venda da plataforma para o bilionário Elon Musk. O negócio foi fechado em US$ 44 bilhões na semana passada.

Segundo a empresa, há “a possibilidade de nossos atuais empregados ficarem dispersos e verem sua produtividade cair como resultado das incertezas em relação à compra”, o que atrapalharia a retenção de talentos em um mercado em que a mão de obra especializada é escassa. Na primeira reunião geral com o CEO Parag Agrawal depois da notícia de compra, executivos se mostraram tensos com as mudanças em áudio vazado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos