Mercado fechará em 6 mins

Elon Musk perde US$ 6 bilhões em um dia com queda da Tesla

Foto: AP/Jae C. Hong

Após ver seu valor de mercado subir 100% em um mês, com direito a um pico de 39% de valorização em apenas quatro dias, a Tesla despencou nas bolsas norte-americanas na quarta-feira (5). O movimento fez as ações da empresa perderem 17% do valor em um só dia, derrubando também a fortuna de Elon Musk.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

INSTALE O APP DO YAHOO FINANÇAS (ANDROID / iOS)

Fundador e CEO da empresa, Musk possui 20% das ações da montadora. Com a valorização de janeiro, o empresário faturou US$ 18 bilhões em apenas um mês. Mas com a queda de quarta-feira, seu patrimônio perdeu US$ 6 bilhões em apenas um dia.

Leia também

O sobe e desce das ações também fez a posição de Musk mudar no ranking de bilionários da Bloomberg. Ele começou o ano na 35ª posição entre as pessoas mais ricas do mundo, mas saltou para a 20ª no fim de janeiro. Nesta quinta-feira (6), ele ocupa o 25ª lugar, com uma fortuna de US$ 38,3 bilhões.

A impressionante valorização da Tesla foi motivada, segundo analistas, pelos resultados da empresa, que conseguiu entregar suas metas de produção, dar lucro e expandir instalações na China - país considerado fundamental para o futuro da montadora.

O mercado se empolgou também com relatórios de gestores que indicavam que a Tesla tem potencial para dominar o setor de carros elétricos global nos próximos anos. Mas quando a valorização atingiu o seu pico, analistas começaram a pedir cautela: o movimento de correção da balança estaria próximo.

No Ibovespa, a queda da Tesla chegou a 25% de terça (4) para quarta-feira. Nesta sexta-feira (6), o movimento é de valorização. A empresa continua valendo mais do que General Motors (GM) e Volkswagen juntas, avaliada em quase US$ 160 bilhões.

Neste momento, só a Toyota (na casa de US$ 200 bilhões) tem avaliação de mercado maior que a Tesla entre as montadoras. Em 2019, a fabricante de carros elétricos faturou US$ 24,6 bilhões.