Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.519,56
    +270,52 (+0,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.466,25
    -612,45 (-1,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,59
    +0,13 (+0,18%)
     
  • OURO

    1.809,40
    +7,90 (+0,44%)
     
  • BTC-USD

    17.156,05
    -55,06 (-0,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    402,11
    -4,14 (-1,02%)
     
  • S&P500

    3.934,38
    -29,13 (-0,73%)
     
  • DOW JONES

    33.476,46
    -305,02 (-0,90%)
     
  • FTSE

    7.476,63
    +4,46 (+0,06%)
     
  • HANG SENG

    19.900,87
    +450,64 (+2,32%)
     
  • NIKKEI

    27.901,01
    +326,58 (+1,18%)
     
  • NASDAQ

    11.553,00
    -92,50 (-0,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5268
    +0,0262 (+0,48%)
     

Elon Musk pede que pessoas tenham mais filhos: 'Falta gente'

Elon Musk
Bilionário acredita que a civilização pode sofrer com as baixas taxas de natalidade

(Patrick Pleul - Pool/Getty Images)

  • Elon Musk se mostrou preocupado com o futuro da humanidade;

  • Para o bilionário, "não há gente o suficiente" no mundo;

  • Durante evento do Wall Street Journal, ele chamou a atenção para a importância de ter filhos.

O bilionário Elon Musk confessou estar preocupado com o futuro da civilização por “não haver gente o suficiente” no mundo. Em evento do jornal Wall Street Journal, o CEO da Tesla e SpaceX alertou para a importância de as pessoas terem filhos.

Leia também:

"Acho que um dos maiores riscos para a civilização é a baixa taxa de natalidade e o rápido declínio da taxa de natalidade", disse. "Muitas pessoas acham que há muitas pessoas no mundo e pensam que a população está crescendo fora de controle. É completamente o oposto. Por favor, olhe para os números. Se as pessoas não tiverem mais filhos, a civilização vai desmoronar, gravem minhas palavras”.

Segundo o Banco Mundial, a taxa de natalidade no mundo tem caído desde 1960. Nos Estados Unidos, um quarto da população não deseja ter filhos, conforme aponta uma pesquisa da Universidade Estadual do Michigan.

O bilionário, que é pai de seis jovens, ainda disse que acredita que não deveríamos "tentar viver por muito tempo", já que, para ele, “as pessoas não mudam de ideia, apenas morrem. Se viverem para sempre, poderemos nos tornar uma sociedade onde novas ideias não podem ter sucesso”.