Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.451,20
    +74,85 (+0,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.442,21
    +436,10 (+0,97%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,88
    +3,38 (+4,31%)
     
  • OURO

    1.668,50
    +32,30 (+1,97%)
     
  • BTC-USD

    19.682,89
    +668,43 (+3,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    447,10
    +18,32 (+4,27%)
     
  • S&P500

    3.719,04
    +71,75 (+1,97%)
     
  • DOW JONES

    29.683,74
    +548,75 (+1,88%)
     
  • FTSE

    7.005,39
    +20,80 (+0,30%)
     
  • HANG SENG

    17.250,88
    -609,43 (-3,41%)
     
  • NIKKEI

    26.173,98
    -397,89 (-1,50%)
     
  • NASDAQ

    11.539,25
    +205,50 (+1,81%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2336
    +0,0737 (+1,43%)
     

Elon Musk desafia CEO do Twitter para debate público sobre bots

Elon Musk insiste em dizer que a rede social mente sobre os números de bots (Getty Image)
Elon Musk insiste em dizer que a rede social mente sobre os números de bots (Getty Image)
  • Elon Musk desistiu de comprar o Twitter

  • Bilionário diz que rede social mente sobre número de bots

  • O empresário desafiou o CEO da companhia para um debate

Mesmo sendo o homem mais rico do mundo, Elon Musk parece que não vai parar até conseguir escapar da multa pela desistência da compra do Twitter. O bilionário desafiou o presidente-executivo do Twitter, Parag Agrawal, para um debate público sobre a porcentagem de bots presentes na plataforma.

“Deixe-o provar ao público que o Twitter tem menos de 5% de usuários diários falsos ou spam!”, afirmou Musk em um tweet. O dono da Tesla também realizou uma pesquisa perguntando aos seguidores se menos de 5% dos usuários diários do Twitter são falsos/spam.

No final de semana, o bilionário alegou que se o Twitter pudesse fornecer seu método de amostragem de 100 contas e como ele confirmasse que as contas são reais, o acordo para comprar a empresa deveria prosseguir nos termos originais.

""Esse é um bom resumo do problema. Se o Twitter simplesmente mostrasse seu método de amostragem com 100 contas e como elas são confirmadas que são reais, o negócio continuaria nos termos originais. Porém, acontece que o documentos que eles repassaram ao SEC são materialmente falsos, então, o negócio não vai continuar", alegou.

A rede social rejeitou na semana passada uma alegação de que o empresário foi enganado para assinar um acordo de US$ 44 bilhões para comprar a empresa.

Em 29 de julho, Elon Musk entrou com uma ação contra a companhia, intensificando sua luta legal contra a corporação para tentar se afastar do acordo de compra.