Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.953,90
    +411,95 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.743,15
    +218,70 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,46
    +2,70 (+2,55%)
     
  • OURO

    1.812,90
    +5,60 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    19.251,72
    +65,09 (+0,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    420,84
    +0,70 (+0,17%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,83 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.168,65
    -0,63 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,42 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.610,50
    +81,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5587
    +0,0531 (+0,96%)
     

Elon Musk ameaça desistir do Twitter caso não acesse dados da empresa

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Elon Musk mais uma vez ameaça acabar com seu acordo de US$ 44 bilhões (R_jobs(data.conteudo)nbsp;210 bilhões) para comprar o Twitter. O dono da Tesla e SpaceX acusa a rede social de se recusar a dar informações detalhadas sobre suas contas de bots de spam, segundo a AP.

Advogados de Musk fizeram a ameaça em uma carta ao Twitter com a data desta segunda-feira (6), que foi endereçada à Comissão de Valores Mobiliários. O texto diz que o magnata pediu repetidamente a informação desde 9 de maio, cerca de um mês depois de sua oferta de compra da empresa, para que ele pudesse avaliar quantas das 229 milhões de contas da empresa são falsas.

As ações da Twitter caíram mais de 3% só nesta segunda-feira. O movimento deve ter irritado os acionistas da plataforma que entraram com uma ação contra Musk no final do mês passado, por conta de suas delarações sobre a aquisição terem reduzido o preço das ações nas últimas semanas. Os papeis do Twitter caíram 23% no último mês.

O que diz a carta de Elon Musk ao Twitter

Os advogados de Musk dizem na carta que o Twitter se ofereceu apenas para detalhar os métodos da empresa para determinar o número de contas. Mas eles afirmam que isso é equivalente a recusar os pedidos de informações de Musk, que exige ter acesso a todos os dados dos levantamentos do Twitter para que ele mesmo possa fazer sua própria verificação das metodologias da empresa.

Segundo os advogados do executivo, Musk acredita que a empresa está resistindo aos pedidos e frustrando seus direitos de informação sob o acordo de aquisição, realizado em abril. O acordo permite que Musk saia do negócio se houver um "efeito adverso material" causado pela empresa. Ele define isso como uma mudança que afeta negativamente os negócios ou condições financeiras do Twitter.

Segundo Elon Musk, Twitter se recusa a dar dados sobre levantamentos de bots na plataforma (Imagem: Reprodução/Tobias Kleinlercher/Wikipedia)
Segundo Elon Musk, Twitter se recusa a dar dados sobre levantamentos de bots na plataforma (Imagem: Reprodução/Tobias Kleinlercher/Wikipedia)

No mês passado, Musk disse que suspendeu o acordo com Twitter de forma unilateral, o que especialistas dizem que ele não pode fazer. Se ele voltar atrás, pode ter que pagar uma taxa de US$ 1 bilhão (R$ 4,7 bilhões). Analistas falam que o executivo tenta sair do negócio ou uma forma de tentar obter vantagem sobre ele.

O que já disse o Twitter

O CEO do Twitter, Parag Agrawal, disse que a empresa estimou consistentemente que menos de 5% das contas do Twitter são falsas. O Twitter divulgou suas estimativas de bots para a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA por anos, ao mesmo tempo em que advertiu que sua estimativa pode ser muito baixa.

"Se o Twitter está confiante em suas estimativas de spam divulgadas, o Sr. Musk não entende a relutância da empresa em permitir que o Sr. Musk avalie independentemente essas estimativas", diz a carta de Musk, acrescentando que ele concorda em não divulgar ou manter os dados.

Procurada pela AP, o Twitter não se manifestou. Ao Canaltech, a empresa disse: "O Twitter tem e continuará compartilhando informações cooperativamente com Musk para consumar a transação de acordo com os termos do acordo de fusão. Acreditamos que este acordo é do melhor interesse de todos os acionistas. Pretendemos fechar a transação e fazer cumprir o acordo de fusão pelo preço e termos acordados".

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos