Mercado fechará em 4 h 52 min
  • BOVESPA

    108.658,86
    -317,84 (-0,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,36 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,38
    -1,90 (-2,49%)
     
  • OURO

    1.752,40
    -1,60 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    16.184,54
    -360,68 (-2,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    379,58
    -3,07 (-0,80%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,93 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.456,33
    -30,34 (-0,41%)
     
  • HANG SENG

    17.297,94
    -275,64 (-1,57%)
     
  • NIKKEI

    28.162,83
    -120,20 (-0,42%)
     
  • NASDAQ

    11.711,00
    -71,75 (-0,61%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6195
    -0,0049 (-0,09%)
     

Elon Musk é chamado de "bilionário inútil" em protesto na sede do Twitter

O bilionário Elon Musk foi alvo de insultos em projeção feita na sede do Twitter, em São Francisco, Estados Unidos. O protesto chama o empresário de “bebezão medíocre”, “megalomaníaco”, “racista mesquinho” e “bilionário inútil”, entre outras ofensas. A exibição foi capturada em vídeo.

Uma das publicações mais relevantes da projeção acumula mais de 104 mil retuítes e 521 mil likes até o momento. Não se sabe quem foi o responsável pela manifestação, mas provavelmente ela foi motivada pela onda de demissões determinadas pelo bilionário e pelas decisões no mínimo questionáveis ordenadas no Twitter.

Desde a aquisição de Elon Musk, o Twitter passa por uma forte crise interna e externa. A plataforma foi tomada por uma onda de contas fakes, agora com o selo de verificação concedido pelo Twitter Blue, perdeu vários anunciantes e entrou na mira de autoridades dos Estados Unidos.

Capítulos da novela Twitter

Na mais recente reviravolta da empresa, todos os funcionários do Twitter foram trancados do lado de fora da empresa e tiveram as credenciais de acesso suspensas até a semana que vem. A decisão, segundo repórteres, foi tomada para evitar que colaboradores revoltados (ou recém-demitidos) sabotassem a empresa.

As polêmicas provocaram debandada de usuários para plataformas vizinhas com dinâmica semelhante, como Mastodon e Koo. Funcionários também se opõem ao novo comando e vários já pediram demissão da empresa.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: