Mercado abrirá em 16 mins
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,26 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,77 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,25
    -4,84 (-5,26%)
     
  • OURO

    1.797,90
    -17,60 (-0,97%)
     
  • BTC-USD

    24.098,89
    -435,28 (-1,77%)
     
  • CMC Crypto 200

    571,76
    +0,47 (+0,08%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,35 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.474,72
    -26,17 (-0,35%)
     
  • HANG SENG

    20.040,86
    -134,76 (-0,67%)
     
  • NIKKEI

    28.871,78
    +324,80 (+1,14%)
     
  • NASDAQ

    13.538,00
    -39,75 (-0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2267
    +0,0232 (+0,45%)
     

Elizangela se recusa a tomar vacina contra a Covid-19 e perde papel em 'Travessia'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Escalada para o elenco de "Travessia", próxima novela das 21h da Globo, Elizangela, 67, perdeu o papel na trama de Gloria Perez. A atriz não apresentou a carteira de vacinação com os comprovantes das quatro doses da vacina contra a Covid-19 dentro do prazo estabelecido pela Globo [início de junho] e acabou sendo cortada da produção. O F5 apurou que a atriz Luci Pereira acabou sendo chamada para a personagem que seria de Elizangela.

A atriz apoia o presidente Jair Bolsonaro e, em dezembro de 2020, comparou a obrigatoriedade da imunização ao estupro, o que rendeu críticas de internautas. Ela publicou a imagem de uma seringa, com a legenda: "Penetração forçada sem consentimento... É estupro". Elizangela terminou o texto com o lema "Meu corpo, minhas regras", subvertendo-o. A rede social bloqueou a imagem da publicação.

Um mês depois, a atriz foi internada em estado grave no hospital de Guapimirim, na Baixada Fluminense, com sequelas da Covid-19. Na época, o empresário da atriz, Lauro Santana, confirmou que ela era radicalmente contra a vacina e havia se recusado a receber qualquer dose do imunizante.

"Não [tomei], não posso e não quero, não é vacina, é experimento. Já está mais do que declarado, pelo próprio criador da vacina, que é realmente um experimento. Eu não sou cobaia. Sou a favor das vacinas, sempre tomei, mas nesse momento, não", disse Elizângela ao deixar o hospital, em uma live com o ator e jornalista Thony Di Carlo.

Desde o ano passado, a Globo exige de seus funcionários a apresentação dos comprovantes de vacinação e quem se recusa a obedecer a norma pode ser demitido ou cortado das produções, como Elizangela. Procurada pelo F5, ela disse, por meio de sua assessoria, que não tem interesse em dar entrevista neste momento. A Globo também foi procurada, mas não respondeu até a publicação desta reportagem.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos