Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.512,38
    +480,41 (+0,43%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.801,68
    +163,32 (+0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,13
    +0,60 (+0,69%)
     
  • OURO

    1.790,40
    -7,70 (-0,43%)
     
  • BTC-USD

    23.930,84
    -164,71 (-0,68%)
     
  • CMC Crypto 200

    569,15
    -2,76 (-0,48%)
     
  • S&P500

    4.305,20
    +8,06 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.152,01
    +239,57 (+0,71%)
     
  • FTSE

    7.536,06
    +26,91 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    19.830,52
    -210,34 (-1,05%)
     
  • NIKKEI

    28.868,91
    -2,87 (-0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.663,50
    -17,75 (-0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2318
    +0,0533 (+1,03%)
     

Eletrobras traz de volta ex-CEO Ferreira, elege novo presidente do conselho

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Eletrobras
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO (Reuters) - O novo Conselho de Administração da Eletrobras elegeu na sexta-feira o ex-presidente-executivo Wilson Ferreira Júnior para retornar ao cargo e o ex-CEO da Petrobras Ivan Monteiro como presidente do colegiado, disse a empresa em um comunicado.

Acionistas também nomearam na sexta-feira um novo conselho de administração para a empresa recém-privatizada.

Ferreira assumirá o cargo em 20 de setembro, retornando ao cargo que já ocupou de 2016 a 2021.

O atual presidente-executivo, Rodrigo Limp, permanecerá na empresa como diretor de Regulação e Relações Institucionais.

Ferreira havia deixado a Eletrobras no início de 2021, depois de ver o processo de privatização da empresa perder força, dizendo na época que o mesmo havia sido adiado pela pandemia e paralisado no Congresso.

O governo, no entanto, conseguiu privatizar a maior empresa de geração e transmissão de energia da América Latina no início deste ano em um negócio de 33,68 bilhões de reais, que abriu o caminho para o retorno de Ferreira ao seu antigo posto.

O movimento representa um novo começo para Ferreira, que assumiu o comando da Eletrobras pela primeira vez em 2016, indicado pelo ex-presidente Michel Temer para acompanhar o processo de privatização desde seus primeiros passos.

Ele manteve o cargo sob o presidente Jair Bolsonaro, mas deixou a gigante de energia elétrica no ano passado para liderar a distribuidora de combustíveis Vibra Energia, pois sentiu que a operação para a privatização não seria bem-sucedida.

Rumores de seu retorno à Eletrobras circulavam desde que ele renunciou ao cargo na Vibra no mês passado.

"Os mercados devem ver isso como positivo", disse o Credit Suisse no mês passado. "(Ferreira) foi CEO de 2016-2021 e iniciou a transformação da empresa, então a implementação de um novo plano de eficiência poderia ser mais rápida."

(Reportagem de Gabriel Araujo)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos