Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.221,19 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,64 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    45.295,30
    -1.460,42 (-3,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,64 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,96 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,26 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7583
    +0,0194 (+0,29%)
     

Eletrobras diz que subsidiária de energia nuclear sofreu ataque cibernético

·1 minuto de leitura
Visão geral do complexo nuclear de Angra dos Reis, no Brasil

SÃO PAULO (Reuters) - A Eletrobras informou que sua subsidiária responsável pelas usinas nucleares do complexo de Angra dos Reis foi alvo de ataque cibernético, mas negou impactos sobre a operação das unidades ou riscos de segurança.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Foi detectado um ataque por softwares nocivo, conhecido como "ransonware", sobre a Eletronuclear, disse a elétrica estatal em comunicado na noite de quarta-feira, acrescentando que a rede administrativa atingida não se conecta com sistemas operativos das usinas nucleares de Angra 1 e Angra 2.

"O incidente, portanto, não trouxe impactos para a segurança, nem para o funcionamento da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto (CNAAA), muito menos prejuízos para o fornecimento da energia elétrica ao Sistema Interligado Nacional", disse a Eletrobras.

Leia também:

A subsidiária nuclear suspendeu temporariamente o funcionamento de alguns de seus sistemas operativos para proteger a integridade de seus dados.

A Eletrobras disse que equipes da empresa "contiveram e erradicaram os efeitos do ataque e, assim, o vírus foi isolado, e uma minuciosa verificação dos ativos segue em andamento".

Em paralelo, a Eletronuclear informou o ocorrido ao Centro de Tratamento e Resposta a Incidentes Cibernéticos de Governo (CTIR.Gov), com cópia para representante do Sistema de Proteção ao Programa Nuclear Brasileiro (SIPRON), subordinado ao Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.

O ataque sobre a unidade de energia nuclear da Eletrobras segue-se a outros incidentes que atingiram recentemente empresas de diversos setores no Brasil, incluindo companhias de energia elétrica como a paranaense Copel, que reportou um caso nesta semana.

(Por Luciano Costa; Edição de Eduardo Simões)

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube