Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.061,99
    -871,79 (-0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.528,97
    +456,35 (+0,95%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,77
    -0,90 (-1,44%)
     
  • OURO

    1.783,30
    +4,90 (+0,28%)
     
  • BTC-USD

    54.806,27
    -1.204,18 (-2,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.249,02
    +14,60 (+1,18%)
     
  • S&P500

    4.134,94
    -28,32 (-0,68%)
     
  • DOW JONES

    33.821,30
    -256,33 (-0,75%)
     
  • FTSE

    6.885,42
    +25,55 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    28.621,92
    -513,81 (-1,76%)
     
  • NIKKEI

    28.508,55
    -591,83 (-2,03%)
     
  • NASDAQ

    13.768,50
    -25,75 (-0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6695
    -0,0330 (-0,49%)
     

Eletrobras diz que foi incluída no Programa Nacional de Desestatização e no PPI

·1 minuto de leitura
Sede da Eletrobras, no Rio de Janeiro (RJ)

SÃO PAULO (Reuters) - A Eletrobras foi informada pelo governo nesta terça-feira sobre sua inclusão no Programa Nacional de Desestatização (PND), disse a companhia em comunicado.

A medida, parte dos planos do presidente Jair Bolsonaro de privatizar a empresa, foi aprovada em reunião do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI), acrescentou.

A reunião do CPPI que decidiu pela inclusão da Eletrobras no PND, mais cedo nesta terça-feira, contou com a presença do próprio Bolsonaro e outros membros do governo.

A reunião também aprovou a qualificação da privatização da Eletrobras para o PPI, acrescentou a companhia. O governo afirma que empreendimentos do PPI têm prioridade, o que favorece medidas da própria administração pública para viabilização dos projetos nele incluídos.

(Por Luciano Costa)