Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,33 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,59 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,46
    +0,48 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.750,30
    -1,40 (-0,08%)
     
  • BTC-USD

    43.596,33
    +820,64 (+1,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,20 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,84 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.306,25
    -12,50 (-0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2557
    +0,0307 (+0,49%)
     

Eletrificação vai "matar" sedãs, prevê chefe de design da Mercedes

·2 minuto de leitura

A Mercedes anunciou recentemente que pretende extinguir completamente os veículos a combustão de seu portfólio e, a partir de 2030, passar a produzir apenas carros, utilitários e vans com propulsores 100% elétricos. Nesta quarta-feira (8), Gorden Wagener, chefe de design da Daimler, empresa responsável pelo visual dos veículos Mercedes, foi além.

O executivo praticamente decretou a “morte” de um dos modelos mais tradicionais da luxuosa marca com a expansão da eletrificação da linha: os sedãs de 3 volumes. Wagener enumerou os principais motivos que levarão à extinção do modelo, mas não se mostrou triste com o que o futuro reserva.

“A eletrificação matará os sedãs de 3 volumes por vários motivos. O primeiro é a aerodinâmica. O segundo é que, com um conjunto de baterias de 15 cm, um sedã de 3 volumes ficará uma m****. Você tem que fazer algo que resolva visualmente a altura e, por isso, criamos o design ousado dos modelos EQS. Eles parecem esticados, estilosos”.

De acordo com o executivo, a eletrificação vai “mudar a proporção dos carros”. Por conta disso, a empresa terá de trabalhar para ter certeza de que todos não pareçam iguais. “Este medo existe há 30 anos. Conseguimos fazer antes com que pareçam diferentes e estou confiante que faremos isso no futuro. A eletrificação é uma grande chance de mudar as coisas, e mudar é sempre bom”, comentou.

“Supercomputador sobre rodas”

Ao falar especificamente das mudanças de design apresentadas por carros elétricos, o executivo da Daimler, responsável pela aparência dos carrões da Mercedes, fez uma comparação inusitada. Para Gorden Wagener, a linha da eletrificação é caracterizada por um visual “menos agressivo”.

Imagem: Divulgação/Mercedes
Imagem: Divulgação/Mercedes

“O que você vê com a eletrificação é que a grade dianteira está sumindo. Todos estes novos modelos não tem uma grade – eles não têm uma cara na frente, são um pouco anônimos. Eles todos são muito parecidos. Parecem agressivos? Não. Eles querem parecer mais com um supercomputador sobre rodas”.

O executivo afirmou que a mudança, talvez, esteja sendo causada também pelo fato de os carros autônomos (que dispensam a presença de um motorista) estarem cada vez mais presentes nos planos das montadoras. “Talvez, à medida em que dirigir se torna mais automático e o carro independe do motorista, ele tenha que se parecer mais com um computador e menos com um animal agressivo, ou algo assim. No geral, diria que todos estamos deixando de usar designs mais agressivos”, concluiu.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos