Mercado abrirá em 2 h 26 min
  • BOVESPA

    115.882,30
    -581,70 (-0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.262,01
    -791,59 (-1,76%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,35
    -0,50 (-0,95%)
     
  • OURO

    1.837,10
    -7,80 (-0,42%)
     
  • BTC-USD

    31.448,36
    -264,16 (-0,83%)
     
  • CMC Crypto 200

    633,10
    +5,43 (+0,87%)
     
  • S&P500

    3.750,77
    -98,85 (-2,57%)
     
  • DOW JONES

    30.303,17
    -633,83 (-2,05%)
     
  • FTSE

    6.459,00
    -108,37 (-1,65%)
     
  • HANG SENG

    28.550,77
    -746,76 (-2,55%)
     
  • NIKKEI

    28.197,42
    -437,79 (-1,53%)
     
  • NASDAQ

    12.909,75
    -195,75 (-1,49%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5480
    -0,0057 (-0,09%)
     

Eleições 2022: Quem são os prováveis candidatos a presidente?

Redação Notícias
·3 minuto de leitura
Agência Brasil

Depois de escolherem seus representantes para prefeito e vereador dos municípios em 2020, a próxima ida da população brasileira às urnas será para escolher o próximo presidente do Brasil, e há vários prováveis candidatos à presidência para as Eleições 2022.

Um dos que certamente estará disputando a corrida eleitoral é o atual presidente Jair Bolsonaro. Apesar de não estar mais no PSL, o presidente pretende se candidatar à reeleição pelo Aliança do Brasil, grupo que o presidente tenta transformar em partido desde 2019. No entanto, caso o partido não seja aprovado até os primeiros meses de 2021, o presidente promete sair candidato por algum outro partido de direita.

Entre os candidatos que participaram das últimas eleições, uma presença quase certa na disputa é Ciro Gomes, do PDT. O ex-governador do Ceará tem a intenção de formar uma frente política com uma grande coligação para tentar vencer a presidência, cargo para o qual já foi candidato 3 vezes (1998, 2002 e 2018).

Um nome forte que tem chances de entrar na disputa é o de João Dória, do PSDB. O ex-prefeito da capital e atual Governador do Estado de São Paulo se tornou um grande crítico do presidente Jair Bolsonaro após a eleição, e principalmente após a pandemia do coronavírus, e é um possível adversário que pode entrar na disputa pela presidência.

Entre as possíveis novidades, alguns nomes se destacam. O ex-ministro da Saúde de Bolsonaro, Luiz Henrique Mandetta, que deixou o governo em meio a desacordos com o presidente, já disse que não descarta a possibilidade de ser candidato. O mesmo se aplica ao juiz e ex-ministro da Justiça Sergio Moro, que é outro nome forte e que tem conversado com Luciano Huck, apresentador da TV Globo, para possivelmente formar uma chapa. Huck também é alinhado com Rodrigo Maia, do DEM, outro nome forte, mas que poderia ser seu vice.

Nos partidos de esquerda, o PT tem algumas opções para a disputa. Além de Fernando Haddad, que disputou em 2018, há a possibilidade de Lula ser candidato caso ele seja absolvido ao fim do processo que já o condenou à prisão mas ainda passa por outras instâncias antes do julgamento final. Guilherme Boulos, que foi candidato pelo PSOL à presidência em 2018 e à prefeitura de São Paulo em 2020, pode ser outro a aparecer novamente, mas Marcelo Freixo é outro nome forte do partido. Flávio Dino, governador do Maranhão pelo PC do B, é outro nome bem cotado, principalmente caso o PT não tenha candidato e haja uma união na esquerda.

Outro que participou da disputa pela presidência da República em 2018 e pode voltar em 2020 é João Amoêdo, do Partido Novo. Situação é parecida com a de Marina Silva, mas essa pode acabar candidata ao senado pela REDE e o partido pode dar uma chance a Randolfe Rodrigues.

Eleições 2022: Quem são os prováveis candidatos a presidente? Veja a lista de nomes possíveis

  • Jair Bolsonaro (sem partido)

  • Ciro Gomes (PDT)

  • João Doria (PSDB)

  • Luiz Henrique Mandetta (DEM)

  • Sergio Moro (sem partido)

  • Luciano Huck (sem partido)

  • Rodrigo Maia (DEM)

  • Fernando Haddad (PT)

  • Lula (PT)

  • Guilherme Boulos (PSOL)

  • Marcelo Freixo (PSOL)

  • Flávio Dino (PC do B)

  • João Amoêdo (Novo)

  • Marina Silva (Rede)

  • Randolfe Rodrigues (Rede)