Mercado fechará em 2 h 26 min

Eleições do Botafogo: Walmer pede impugnação de Durcesio Mello por relação com o Resende

Sergio Santana
·1 minuto de leitura


Toma lá da cá nas eleições do Botafogo: após Durcesio Mello ter feito um pedido de impugnação contra a chapa de Walmer Machado, foi a vez do advogado devolver na mesma moeda para o empresário. Nesta sexta-feira, o candidato da chapa "O Mais Tradicional" entrou com um pedido de impugnação contra a chapa do candidato defendido por Carlos Augusto Montengero, ex-presidente do Alvinegro.

Em documento enviado à reportagem do LANCE!, Walmer Machado justifica o pedido de impugnação porque Durcesio Mello é um "péssimo gestor" e possui o nome nos cadastros de devedores do Serasa e SPC, algo que, de acordo com o candidato da "O Mais Tradicional", não atende as condições estabelecidas no estatuto do Botafogo.

Além disso, outro motivo citado por Walmer é a relação de Durcesio Mello com o Resende, clube que disputa a primeira divisão do Camponato Carioca. O advogado cita que Pedro Mello, filho do candidato, é um dos gestores do clube do interior do Rio de Janeiro.

No documento, Walmer afirma que "se pretende evitar é a transformação do Botafogo de Futebol e Regatas como vitrine de jogadores do Resende, haja vista a relação familiar que envolve o candidato Durcésio Andrade Mello - e a gestão do Resende Futebol Clube".

Em 2017, Resende e Lyon-FRA fecharam uma parceria com a Academia Pelé de Futebol. Na ocasião, Durcesio Mello - assim como Carlos Augusto Montenegro - estiveram no evento que selou cooperação.

Cabe à Junta Eleitoral do Botafogo revisar o pedido - assim como a ata realizada por Durcesio Mello, que pediu a impugnação do próprio Walmer Machado. As eleições estão marcadas para o dia 24 de novembro.