Mercado fechará em 2 h 49 min
  • BOVESPA

    109.786,50
    -346,03 (-0,31%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.995,75
    -204,84 (-0,49%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,00
    -0,71 (-1,55%)
     
  • OURO

    1.813,70
    +2,50 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    16.973,12
    -1.006,06 (-5,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    331,42
    -39,09 (-10,55%)
     
  • S&P500

    3.629,65
    -5,76 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    29.872,47
    -173,77 (-0,58%)
     
  • FTSE

    6.362,32
    -28,77 (-0,45%)
     
  • HANG SENG

    26.819,45
    +149,70 (+0,56%)
     
  • NIKKEI

    26.537,31
    +240,45 (+0,91%)
     
  • NASDAQ

    12.190,75
    +38,50 (+0,32%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3198
    -0,0179 (-0,28%)
     

Electronic Arts faz investimentos para crescer no mercado mobile

Felipe Ribeiro
·2 minuto de leitura

O mercado de jogos mobile tem crescido absurdamente, mas alguns players importantes não têm olhado com muito carinho para ele. Um deles, ao menos, tem planos interessantes para modificar esse cenário: a Electronic Arts, responsável por franquias como FIFA e Battlefield. A empresa canadense, inclusive, está investindo pesado em contratações para isso.

Em uma conferência para abordar os resultados financeiros, o CEO da EA, Andrew Wilson, expôs planos para a expansão da divisão mobile da empresa. Para tal, já começou, por exemplo, a recrutar novos funcionários e a fazer remanejamentos dentro da companhia. A contratação mais emblemática para este projeto foi a de Jeff Karp, que deixou a Big Fish Games há alguns meses para dirigir a EA Mobile e, de acordo com Wilson, reavaliar e renovar o futuro da EA na plataforma.

Será que um dia veremos Battlefield rodando nos celulares?/ (Imagem: Flickr/ Stefans02/ PhotoPin)
Será que um dia veremos Battlefield rodando nos celulares?/ (Imagem: Flickr/ Stefans02/ PhotoPin)

De acordo com o executivo, a ideia da gigante é aumentar sua participação nesse mercado com coproduções, copublicações e, em último caso, adquirindo novas IPs. "Há muitos jogos que chegam às lojas de aplicativos em uma base anual, mas estamos vendo que quando você constrói jogos com grandes equipes em torno de IP confiável que oferece experiência e valor inacreditáveis ​​aos jogadores, essa oportunidade de monetização é muito, muito forte", avaliou Wilson, durante essa conferência.

Wilson observa que um benefício dos anos de Karp, que já trabalhou na EA, é que ele foi capaz de construir expertise por meio do trabalho com uma série de estúdios e empresas centradas em dispositivos móveis, e agora aplicar esses conhecimentos de volta aos planos de dispositivos móveis da EA.

"Karp tem uma rede incrível na esfera móvel. Existem muitos desenvolvedores que têm jogos realmente bons e muita experiência e conhecimento, mas eles têm não têm a IP certa para construir seus jogos ou a força de marketing para realmente impulsionar a aquisição e o que está se tornando um mercado cada vez mais competitivo", explica Wilson.

Será que, em breve, veremos mais jogos com o selo da EA nos smartphones e tablet? É esperar para ver!

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: