Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.368,87
    -524,54 (-1,46%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

El Salvador vai cobrar 3 BTC para conceder residência permanente

·2 minuto de leitura

O governo de El Salvador irá conceder residência permanente a todos os interessados em investir pelo menos 3 BTC no país, agora que o Bitcoin foi aprovado como nova moeda de curso legal.

O presidente Nayib Bukele estava confiante pela aprovação pouco antes do Congresso confirmar a votação favorável. “É praticamente 100% certo que o projeto de lei [do Bitcoin]”, disse o mandatário em uma conversa transmitida ao vivo no Twitter ainda na noite de terça-feira (8). O PL foi aprovado com o apoio de 62 dos 84 parlamentares.

Questionado sobre residência permanente para empresários, Bukele esclareceu que empreendedores terão direito de visto permanece mediante investimento de 3 BTC no país. Pela cotação de 8h40 desta quarta-feira (9), o valor equivale a US$ 104 mil, ou cerca de R$ 520 mil.

O país agora trabalha para traçar um plano ousado de 90 dias para preparar infraestrutura necessária para adotar o Bitcoin como moeda. Parte disso vem de investimento estrangeiro, mais especificamente de empresas do setor de criptomoedas.

É o caso, por exemplo, da Blockstream, que fornecerá tecnologia de conexão via satélite para levar sinal de Internet para áreas rurais e permitir que mais cidadãos salvadorenhos tenham acesso à rede do Bitcoin para transações.

Bancos

bitcoin
bitcoin

O presidente, que controla o Legislativo e recentemente destituiu os chefes do Poder Judiciário do país, confirmou que estabelecimentos serão obrigados a aceitar o Bitcoin como pagamento. Já bancos deverão aceitar a criptomoeda como quitar empréstimos vigentes.

Outros contratos que já vigiam antes da mudança na legislação também poderão passar a aceitar o BTC para liquidar pagamentos, já que a criptomoeda passa a ser tão legal quanto o dólar, que era até então a única moeda do país

“Aceitar bitcoin vai ser obrigatório”, disse Bukele. “Eles têm que aceitar bitcoin por lei”.

Além de bancos, o próprio governo passará a aceitar bitcoin para pagamento de impostos. A criptomoeda, no entanto, não será colocada no balanço do Banco Central.

Dólar

Apesar da aprovação da Lei Bitcoin, o governo de El Salvador fez questão de deixar claro que o dólar segue sendo a principal moeda do país. O Banco Central emitiu nota reafirmando “a solidez” do uso do dólar.

Em comércios, onde agora mercadorias poderão mostrar preço em BTC, a moeda americana deverá ser utilizada como referência para conversão.

Na conversão informal do Twitter Spaces, Nayib disse que “El Salvador quer atrair empresários, talentos e inovadores para o país com a ajuda de duas moedas de curso legal, o Bitcoin e o dólar americano.”

O artigo El Salvador vai cobrar 3 BTC para conceder residência permanente foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos