Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.654,84
    -2.091,78 (-5,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

El Salvador é o primeiro país do mundo a adotar Bitcoin como moeda corrente

·3 minuto de leitura

Na tentativa de atrair investimentos e facilitar a remessa de valores, o governo de El Salvador transformou em lei uma proposta que transformava o Bitcoin em uma moeda corrente no país. Com a decisão, a criptomoeda deverá ser aceita como método de pagamento por todas as companhias, bem como pelo governo durante o pagamento de impostos.

Segundo a decisão, a taxa de câmbio com o dólar vai ser definida pelo mercado, e as trocas entre as duas moedas não vão estar sujeitas a impostos sobre ganho de capital. Aprovada por 62 dos 84 deputados eleitos no país, a decisão promete aumentar a inclusão financeira da população local, bem como servir como incentivo para o turismo local e para o desenvolvimento econômico do país.

O presidente de El Salvador, Nayib Bukele, afirma que a adoção opcional do Bitcoin como moeda corrente junto ao dólar norte-americano deve facilitar a remessa de valores de cidadãos que moram no exterior. 70% da população local não possui acesso a serviços bancários tradicionais, e os cerca de US$ 6 bilhões em remessas que fluíram para a economia local em 2020 corresponderam a quase 25% de seu produto interno bruto.

El Salvador espera atrair investimentos com a decisão

Embora a economia local ainda aceite pagamentos em colóns, o país adotou o dólar norte-americano como sua moeda principal em 2001 na tentativa de estabilizar sua economia. Com isso, El Salvador perdeu o controle de sua política monetária, dependendo de intervenções fiscais para tentar levantar sua economia.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Naiyb espera que a decisão de adotar o Bitcoin vá ajudar na situação, atraindo a atenção de investidores. “O Bitcoin possui uma avaliação de mercado de US$ 680 bilhões, e se 1% for investido em El Salvador, isso vai aumentar nosso PIB em 25%”, afirma o presidente. Ele também espera afirma que a decisão traz 10 milhões de usuários em potencial para o mundo das criptomoedas, além de diminuir as taxas na transferência de valores, o que deve trazer benefícios diretos para famílias de baixa renda.

No entanto, a lei local diz que a criptomoeda deve ser aceita pelas empresas quando for oferecida como pagamentos de bens e serviços. O imposto também poderá ser pago com essa opção. A conclusão da legalização deve durar ainda 90 dias, quando, então, entra oficialmente em vigor.

“Esperamos que essa decisão seja somente o começo para fornecer um espaço onde alguns dos principais inovadores possam reimaginar o futuro das finanças, potencialmente ajudando bilhões em todo o mundo”, complementa Naiyb. Elogiada por entusiastas das criptomoedas, a decisão também trouxe algumas críticas devido à volatilidade desse mercado, o que pode complicar as negociações do país com o Fundo Monetário Internacional (FMI), com o qual discute um programa de ajuda de US$ 1 bilhão.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos