Mercado abrirá em 6 h 51 min

eFootball já é o jogo com a pior avaliação no Steam

·2 minuto de leitura

eFootball parece que começou com o pé esquerdo. A versão gratuita e repaginada da já saudosa franquia Pro Evolution Soccer (PES) está com a pior avaliação do Steam, superando o jogo de corrida Flatout 3, de 2011.

Com 8% de aprovação no Steam, o simulador de futebol da KONAMI conseguiu a proeza de bater os 13% de aprovação do já citado Flatout 3. Dentre uma das principais reclamações dos jogadores e fãs da franquia PES, são os vários bugs em gameplay e a falta de capricho na modelagem dos personagens. Messi, que é um dos embaixadores do jogo, ganhou uma versão bem peculiar em eFootball.

E não foi só o craque argentino que teve sua modelagem no jogo como alvo de críticas. Outros atletas também sofreram com uma modelagem duvidosa de suas feições no jogo. Cristiano Ronaldo e seus companheiros de Manchester United que o digam:

Já alguns jogadores como Ansu Fati e Sergino resolveram mostrar sua paixão pelo anime Naruto durante o jogo:


Os bugs não param só com a física do jogo, colocando alguns personagens invisíveis durante a partida e entre outros casos curiosos:

Mas caso você esteja temeroso em não conseguir jogar um novo simulador de futebol ainda esse ano, pode ficar tranquilo que um velho amigo dos fãs de PES já ofereceu uma alternativa:

Além da versão gratuita, o eFootball 2022 também possui o Premium Player Pack, que custa R$ 199,90 e conta com conteúdos exclusivos para o Creative Teams, em que jogadores poderão montar sua própria equipe e competir online. Porém, essa função do jogo só chegará no meio de novembro, dois meses após o lançamento oficial.

eFootball 2022 é gratuito e pode ser jogado no PC, PlayStation 5, PlayStation 4, Xbox Series X, Series S e Xbox One.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos