Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,63 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,78
    -0,19 (-0,26%)
     
  • OURO

    1.754,60
    +3,20 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    47.203,23
    -812,11 (-1,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,61%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,42 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,96 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.294,50
    -31,50 (-0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1991
    +0,0143 (+0,23%)
     

Eficácia da CoronaVac contra a variante Delta será testada pelo Butantan

·3 minuto de leitura

Nesta semana, o Instituto Butantan anunciou o início oficial dos estudos que vão analisar se a vacina CoronaVac é efetiva contra a variante Delta (B.1.617.2) do coronavírus SARS-CoV-2 e, se sim, qual é a sua taxa de eficácia. A nova cepa do vírus da COVID-19 foi descoberta na Índia e é considerada a mais infecciosa. Atualmente, a capital de São Paulo registra transmissão comunitária da variante.

"O Butantan já está trabalhando no isolamento da variante Delta. Esse é o primeiro passo", afirmou Dimas Covas, diretor do Butantan, em coletiva de imprensa na quarta-feira (21). Além disso, Covas explicou que alguns testes in vitro sobre a resposta da CoronaVac à variante Delta já foram realizados, mas ainda não são "conclusivos".

Na coletiva, o Butantan também informou que a variante Gama (P.1) do coronavírus — descoberta pela primeira vez em Manaus — ainda é a predominante no estado de São Paulo. No momento, a variante Gama está presente em 90,74% dos casos da COVID-19 analisados geneticamente, enquanto a variante Delta tem incidência de apenas 0,03%.

Butantan vai testar vacina CoronaVac contra a variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 (Imagem: Luciana Zaramela/Canaltech)
Butantan vai testar vacina CoronaVac contra a variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 (Imagem: Luciana Zaramela/Canaltech)

CoronaVac é eficaz contra a variante Gama

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Sobre a eficácia da CoronaVac contra outras variantes do coronavírus, foi publicado um preprint — estudo não revisado por pares — que avaliou a sua proteção contra a Gama em idosos com mais de 70 anos. No estudo, a eficácia da vacina contra hospitalizações 14 dias após a aplicação da segunda dose foi de 59%, e contra mortes, de 71,4%.

No entanto, o indicador variou com o aumento de idade, ou seja, a proteção é maior para os mais novos que foram imunizados. Por exemplo, entre os indivíduos com idade de 70 a 74 anos, a eficácia foi de 61,8% contra a doença sintomática, de 80,1% contra hospitalizações e de 86% contra mortes.

No total, o grupo de pesquisadores acompanhou 43.774 voluntários com 70 anos ou mais, residentes no estado de São Paulo, que testaram positivo para a COVID-19 e apresentaram sintomas da doença. “Em resumo, ficou evidenciado que um esquema de duas doses de CoronaVac foi eficaz na prevenção de casos sintomáticos da COVID-19 e na prevenção de desfechos clínicos mais graves entre idosos frente à variante Gama”, concluíram os autores no artigo.

O estudo foi desenvolvido por pesquisadores ligados à Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, à Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), à Universidade de São Paulo (USP) e às universidades norte-americanas da Flórida e de Yale.

Para acessar o preprint sobre a eficácia da CoronaVac contra a variante Gama, publicado na plataforma MedRxiv, clique aqui.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos