Efeito calendário ajuda produção industrial em outubro

O efeito calendário ajudou o resultado da produção industrial no mês de outubro, tanto na comparação com o mês anterior quanto em relação a igual período do ano passado, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Outubro teve três dias úteis a mais do que setembro e dois dias úteis a mais do que outubro de 2011.

Em outubro deste ano, comparado a igual mês de 2011, a produção industrial cresceu 2,3%, com avanços registrados em três das quatro categorias de uso. O único resultado negativo foi do segmento de bens de capital. "Muito desse crescimento para esse tipo de comparação teve relação com o aumento de ritmo, mas teve também o efeito calendário. Outubro de 2012 teve dois dias úteis a mais do que outubro do ano passado. Tem melhora de ritmo, mas é preciso relativizar um pouco por causa do efeito calendário", disse André Macedo, gerente da Coordenação de Indústria do IBGE.

Na comparação com setembro, a indústria teve expansão de 0,9%. Outubro teve três dias úteis a mais que setembro, sendo que a média histórica era de 0,6 dia útil. Como resultado, o ajuste sazonal não conseguiu corrigir toda essa diferença. "Então a gente tem de relativizar, novamente, esse crescimento no mês de outubro, porque, por mais que tenha um ajuste sazonal, a diferença está acima da média histórica", explicou Macedo.

No entanto, se o efeito calendário provocou um aumento mais intenso na produção em outubro, a queda de setembro também foi maior pelo mesmo motivo. Setembro teve 4 dias úteis a menos que agosto, quando o padrão histórico era de 1,4 dia útil a menos.

"O mês de setembro veio muito mais magro esse ano para dias úteis trabalhados. Então, (a produção no) o mês de setembro não teria tido uma queda tão intensa, e o avanço em outubro não teria sido tão significativo (se não houvesse a diferença grande de dias úteis). A questão do efeito calendário acaba, para esse tipo de comparação, influenciando de alguma forma a magnitude ou de crescimento ou da queda. Mas de alguma forma, em outubro, a produção teria resultado positivo", afirmou o gerente do IBGE.

cotações recentes

 
Cotações recentes
Símbolo Preço Variação % Var 
Seus tickers vistos mais recentemente aparecerão aqui automaticamente se você digitou um ticker no campo "Inserir símbolo/empresa" na parte inferior deste módulo.
É necessário permitir os cookies do seu navegador para ver as cotações mais recentes.
 
Entre para ver as cotações nos seus portfólios.

Resumo do Mercado

  • Moedas
    Moedas
    NomePreçoVariação% Variação
    3,0464-0,0164-0,54%
    USDBRL=X
    3,2311-0,0017-0,05%
    EURBRL=X
    0,94720,000,00%
    USDEUR=X
  • Commodities
    Commodities
    NomePreçoVariação% Variação

Destaques do Mercado

  • Líderes em Volume
    Líderes em Volume
    NomePreçoVariação% Variação
    15,70-0,39-2,42%
    PETR4.SA
    33,02-0,71-2,10%
    VALE5.SA
    5,89-0,21-3,44%
    GOAU4.SA
    10,35+0,05+0,49%
    ITSA4.SA
    11,00-0,25-2,22%
    CMIG4.SA
  • Altas %
    Altas %
    NomePreçoVariação% Variação
    8,15+3,30+68,04%
    CRPG5.SA
    8,04+2,45+43,83%
    CRPG6.SA
    9,00+2,01+28,76%
    SLED3.SA
    6,00+1,15+23,71%
    USIM6.SA
    8,96+1,59+21,57%
    HBTS5.SA
  • Baixas %
    Baixas %
    NomePreçoVariação% Variação
    23,04-8,46-26,86%
    BRSR5.SA
    27,10-8,60-24,09%
    BRSR3.SA
    8,10-1,15-12,43%
    CREM3.SA
    1,94-0,25-11,42%
    BBRK3.SA
    2,88-0,35-10,84%
    PDGR3.SA