Mercado fechará em 4 h 47 min
  • BOVESPA

    125.642,22
    -504,44 (-0,40%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.230,94
    -9,57 (-0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,64
    -0,27 (-0,38%)
     
  • OURO

    1.799,00
    -6,40 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    32.432,40
    +212,45 (+0,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    787,72
    -6,01 (-0,76%)
     
  • S&P500

    4.398,40
    +30,92 (+0,71%)
     
  • DOW JONES

    35.043,47
    +220,12 (+0,63%)
     
  • FTSE

    7.022,08
    +53,78 (+0,77%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.017,75
    +89,25 (+0,60%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0728
    -0,0474 (-0,77%)
     

Eduardo Bolsonaro se irrita com críticas e bate-boca em comissão da Câmara

·1 minuto de leitura

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) se irritou com críticas ao governo Bolsonaro e bateu boca na manhã desta quarta-feira com o deputado Léo de Brito (PT-AC) na Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara. Britto criticou as fakes news e citou a marca de 500 mil mortos por Covid-19 cobrando mais vacinas para o país. O estopim foi quando o petista ressaltou que o presidente Jair Bolsonaro também foi eleito com fake news, Eduardo Bolsonaro então começou a gritar:

— Quantos o Lula matou com desvio bilionário de previ, petrolão e mensalão? Assaltou o Brasil e vem querer colocar o dedo na cara. Genocidas são vocês- afirmou.

— Você é filho de genocida — respondeu o petista.

— Partidos de vagabundos — retrucou Eduardo Bolsonaro.

O deputado Hélio Lopes (PSL- RJ), que preside a audiência pública, pediu para os parlamentares que mantivessem a ordem.

A audiência pública, com a participação do ministro do Turismo, Gilson Machado, e também do secretário de Cutura, Mário Frias, discute sobre a elaboração de uma minuta que está em elaboração para que seja formulado um decreto sobre a remoção de páginas em redes sociais.

Gilson Machado disse que o Ministério da Justiça e o Ministério da Ciência e Tecnologia também participam das discussões.

— É para isso que esse governo trabalha, para que todos nós brasileiros nunca sejamos cerceados nossa liberdade de expressão – disse Machado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos