Mercado fechado

EDP não tem interesse na compra da distribuidora da Enel em Goiás, diz CEO

Logo da companhia EDP

SÃO PAULO (Reuters) - A EDP Brasil analisou a compra da distribuidora de energia em Goiás, colocada à venda pela Enel, e decidiu que não tem interesse em continuar no processo, disse nesta quinta-feira o CEO da companhia, João Marques da Cruz.

"É nossa obrigação analisar toda oportunidade... Entendemos na análise que no atual contexto do processo... Declinamos e não temos interesse", afirmou, durante teleconferência para comentar os resultados trimestrais.

"A conclusão é que tem alguns riscos, cujas ferramentas que nós temos não são as melhores para mitigação... não é (ser) conservador, é o modelo EDP de gestão", acrescentou o vice-presidente de distribuição da EDP, Luiz Otavio Henriques.

A Reuters reportou neste mês que elétricas controladas por grupos internacionais de energia haviam desistido de apresentar ofertas pelo ativo, sendo que as brasileiras Equatorial Energia e Energisa eram as duas únicas ainda interessadas no processo, segundo as fontes.

Os executivos comentaram ainda que a companhia mantém sua intenção de participar de uma eventual privatização da Celesc, distribuidora catarinense na qual a EDP possui cerca de 30% do capital e integra comitês do conselho de administração.

"Estamos fazendo o dever de casa, preparamos para quando e se as coisas acontecerem", disse Henriques.

Já em relação à venda de participações em usinas hidrelétricas, o CEO da elétrica reiterou que não há pressa em fechar transações.

"O processo está aberto, não estamos fazendo nada ativamente para que haja uma venda imediata... Está demorando o tempo que o mercado demorar para dar o justo valor que pretendemos (pelos ativos)", explicou.

(Por Letícia Fucuchima)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos