Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.797,30
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    16.967,69
    +11,15 (+0,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

EDP Brasil e Hapvida NDI firmam parceria para geração de energia solar

Painel de energia solar

SÃO PAULO (Reuters) - A elétrica EDP Brasil e a Hapvida NotreDame Intermédica anunciaram nesta segunda-feira a assinatura de um acordo para geração de energia solar que deve suprir cerca de 85% da demanda de eletricidade das unidades do grupo de saúde nos próximos anos.

Com duração de 15 anos, o contrato envolve 30,50 megawatts de corrente alternada (MWac) de energia solar a ser produzida em uma usina que está sendo construída no Estado de São Paulo, em co-investimento 50%-50% entre a EDP Brasil e a EDP Renováveis.

O acordo vai se dar no modelo de autoprodução, por meio do qual a Hapvida NotreDame Intermédica entra como sócia da elétrica em um dos parques do complexo, garantindo benefícios como a isenção de pagamento de alguns encargos setoriais.

A transação aguarda aprovação do Conselho de Administração para Defesa Econômica (Cade).

Além do contrato de autoprodução, as empresas firmaram parceria para a migração das unidades do grupo de saúde para o mercado livre de energia e para o fornecimento de energia para essas unidades até a entrada em operação da usina solar, a partir de 2024.

A EDP também disse que está construindo cinco usinas solares, na modalidade de geração distribuída, que irão abastecer 55% das unidades da Hapvida NotreDame Intermédica que operam em baixa tensão.

(Por Letícia Fucuchima)