Mercado fechado

Editor de vídeo CapCut ganha versão para Windows

A ByteDance lançou o aplicativo de edição de vídeos CapCut para Windows nesta terça-feira (6). O programa pode ser baixado gratuitamente no site oficial e dá acesso às principais ferramentas já conhecidas dos usuários no Android e iOS.

O programa teve a interface modificada para rodar melhor no esquema teclado e mouse dos PCs e notebooks. Após baixar e instalar, o software faz uma análise das configurações da sua máquina para saber se funcionará corretamente.

O visual do CapCut lembra outros editores de vídeo, mas tem recursos herdados do <a class="link " href="https://canaltech.com.br/empresa/tiktok/" rel="nofollow noopener" target="_blank" data-ylk="slk:TikTok">TikTok</a> (Imagem: Captura de tela/Alveni Lisboa/Canaltech)
O visual do CapCut lembra outros editores de vídeo, mas tem recursos herdados do TikTok (Imagem: Captura de tela/Alveni Lisboa/Canaltech)

É possível criar projetos para salvar no computador ou fazer login na sua conta do TikTok para garantir os benefícios da rede social. Ao entrar com as credenciais, você poderá exportar o vídeo diretamente para a rede social, um grande avanço para quem preferia editar os conteúdos no PC e depois mandá-lo para o celular.

Uma das vantagens do editor é a integração com os conteúdos e bibliotecas de som do TikTok, inclusive os áudios em alta da plataforma. Isso é um ótimo ponto de partida para quem não perde a oportunidade de surfar na onda das músicas da moda. Estão presentes também os stickers, efeitos de vídeo, transições, filtros e ajustes de imagem.

Editor de vídeos para redes sociais

O programa personaliza as ferramentas conforme a experiência do usuário (Imagem: Captura de tela/Alveni Lisboa/Canaltech)
O programa personaliza as ferramentas conforme a experiência do usuário (Imagem: Captura de tela/Alveni Lisboa/Canaltech)

Uma tela de boas-vindas questiona sobre a sua profissão e o motivo pelo qual fará uso CapCut: social media, pequeno empresário, grande empresa, profissional de marketing, editor de vídeos profissional, estudante/professor ou criador casual. Esse questionário ajudará o software a personalizar a interface do usuário, oferecendo mais ou menos ferramentas avançadas conforme sua experiência.

Você poderá criar títulos e inserir textos sobre a imagem de modo similar ao que ocorria no app para celular, com aqueles modelos pré-fabricados coloridos. Há suporte para legendas automáticas, que podem ser editadas para corrigir uma tradução errada, ou para o usuário subir um arquivo criado manualmente nos formatos .SRT, .LRC e .ASS.

O CapCut vem com uma biblioteca com modelos de vídeos prontos para serem usados livremente. As opções são bem limitadas até o momento, porém ajudam quem está iniciando na produção audiovisual.

Tem tudo para fazer sucesso no Windows

A atual versão só possui o inglês como única língua disponível, mas é provável que outros idiomas sejam adicionados futuramente. Nos testes preliminares realizados pelo Canaltech, o desempenho do app foi exatamente como se esperava: rápido, simples de mexer e com moldes prontos para você só encaixar fotos ou vídeos.

Quem já sabe lidar com outros softwares de edição possivelmente vai tirar de letra o trabalho no CapCut. O programa não tem tantas opções quanto as soluções mais avançadas do mercado, como o Adobe Premiere ou o Sony Vegas, mas serve como aliado para quem deseja apenas cortar e fazer pequenos ajustes nas gravações antes de colocá-las no ar.

Parece que a ByteDance pretende rivalizar direto com a Microsoft, que lançou recentemente o ClipChamp para Windows. O editor de vídeos da gigante do software é muito semelhante ao CapCut, mas tem como ponto negativo limitações que exigem o pagamento de uma assinatura mensal. Agora, diante de uma solução mais completa e integrada a uma das maiores redes sociais do planeta, a Microsoft vai precisar se mexer se ainda quiser manter seu editor relevante.

CapCut no Windows

Para usar o CapCut no Windows, basta ir ao site oficial do programa e fazer o download.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: