Mercado fechará em 6 mins
  • BOVESPA

    110.485,16
    +1.997,27 (+1,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.436,05
    -82,25 (-0,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,38
    +0,10 (+0,09%)
     
  • OURO

    1.852,20
    +10,10 (+0,55%)
     
  • BTC-USD

    29.274,34
    -664,72 (-2,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    657,11
    -17,77 (-2,63%)
     
  • S&P500

    3.963,08
    +61,72 (+1,58%)
     
  • DOW JONES

    31.803,20
    +541,30 (+1,73%)
     
  • FTSE

    7.513,44
    +123,46 (+1,67%)
     
  • HANG SENG

    20.470,06
    -247,18 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    27.001,52
    +262,49 (+0,98%)
     
  • NASDAQ

    11.969,75
    +129,00 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1374
    -0,0154 (-0,30%)
     

Economias Latino-Americanas Preparadas para Colher Benefícios Econômicos dos Pagamentos em Tempo Real à Medida que a Adoção Avança – Relatório da ACI Worldwide

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·9 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • O Brasil lidera as ambições em tempo real da América Latina com benefícios econômicos destacados no recém-lançado relatório Prime Time for Real-Time

  • 118,3 milhões de transações de pagamento em tempo real foram realizadas a nível mundial em 2021 – um crescimento anual de 64,5% – devendo aumentar a 427,7 milhões em 2026, segundo a GlobalData

  • A previsão é de que os pagamentos em tempo real ajudem a gerar um PIB adicional de US$ 173 bilhões até 2026, acima dos US$ 78,4 bilhões em 2021 – de acordo com um estudo de impacto econômico do Cebr de 30 das maiores economias do mundo, incluindo nações industrializadas e em desenvolvimento

  • O estudo do Cebr delineia recomendações políticas abrangentes para maximizar o impacto econômico dos pagamentos em tempo real

BRASÍLIA, Brasil, April 26, 2022--(BUSINESS WIRE)--A América Latina está preparada para colher um crescimento econômico significativo acelerado pela adoção de pagamentos em tempo real, apesar da infraestrutura financeira fraturada da região e do apetite contínuo por transações em papel, segundo a terceira edição do Prime Time for Real Time 2022, publicado pela ACI Worldwide, (NASDAQ: ACIW), em parceria com a GlobalData, uma empresa com liderança em dados e análises, e o Centre for Economics and Business Research (Cebr).

O relatório – que acompanha os volumes de pagamentos em tempo real e o crescimento em 53 países – inclui um estudo de impacto econômico pela primeira vez, fornecendo uma visão abrangente dos benefícios econômicos dos pagamentos em tempo real para consumidores, empresas e a economia em geral em 30 países. O relatório abrange todas as nações do G20, com exceção da Rússia.*

A pesquisa mostra que os governos que avançam na modernização em tempo real de sua infraestrutura nacional de pagamentos criam uma situação vantajosa para todas as partes interessadas no ecossistema de pagamentos: consumidores e empresas têm o benefício de serviços de pagamentos com rapidez, sem atrito e hiperconectados, instituições financeiras à prova de futuro de seus negócios em um ambiente altamente competitivo, ao acelerar a modernização centralizada em dados e nuvem, sendo que os governos nacionais impulsionam o crescimento econômico, reduzem o tamanho de sua economia paralela e criam um sistema financeiro mais justo para todos.

Destaques da América Latina:

  • As três principais economias – Brasil, Argentina e México – devem ter enormes ganhos econômicos nos próximos cinco anos, com Argentina e Brasil projetados para entregar aumentos de sete e dez vezes, respectivamente, em benefícios econômicos e economias impulsionadas por pagamentos em tempo real

Brasil:

  • O Brasil lidera e impulsiona os volumes e o crescimento de pagamentos em tempo real da região: em 2021, o país registrou 8,7 bilhões de transações em tempo real, sobretudo devido ao rápido crescimento da popularidade do sistema de pagamentos instantâneos PIX.

  • A ampla adoção de pagamentos em tempo real resultou em economia de custos estimada de US$ 5,7 bilhões para empresas e consumidores em 2021, o que ajudou a liberar US$ 5,5 bilhões de produção econômica adicional (0,34% do PIB do país).

  • Com a expectativa de que os números de transações de pagamentos em tempo real aumentem para 82,4 bilhões ao ano até 2026, a economia líquida para consumidores e empresas deverá subir a US$ 37,9 bilhões no mesmo período. É esperado que isto ajude a gerar US$ 37,6 bilhões adicionais de produção econômica (equivalente a 2,08% do PIB previsto do país).

  • De todos os 30 países cobertos pelo estudo de impacto econômico do Cebr, o Brasil tem o maior PIB previsto de 5 anos facilitado por pagamentos em tempo real em termos percentuais – 2,08% até 2026.

México:

  • Apesar de ser o pioneiro de pagamentos em tempo real da América Latina, o México teve uma adoção mais lenta do que seus vizinhos, sobretudo devido a uma grande população não bancarizada e uma ausência fundamental de conscientização sobre pagamentos eletrônicos.

  • Em 2021, os volumes de transações de pagamentos em tempo real alcançaram 1,6 bilhão, com economia de custos estimada para empresas e consumidores de US$ 1 bilhão. Isto ajudou a liberar US$ 1,9 bilhão de produção econômica adicional, equivalente a 0,15% do PIB.

  • Com transações de pagamentos em tempo real programadas para alcançar o pico de 2,6 bilhões em 2026, a economia líquida para empresas e consumidores deve chegar a US$ 1,3 bilhão, ajudando a gerar US$ 2,8 bilhões adicionais de produção econômica, equivalente a 0,19% da o PIB previsto do país.

Argentina:

  • Os pagamentos em tempo real deram suporte a US$ 15 milhões da produção econômica adicional, equivalente a 0,003% do PIB formal em 2021, com previsão de aumento a US$ 183 milhões e 0,03% em 2026, respectivamente.

  • Para a segunda maior economia da América do Sul, os benefícios econômicos dos pagamentos em tempo real permanecem amplamente inexplorados. Segundo o Cebr, o impacto teórico de todos os pagamentos em tempo real pode adicionar 4% ao PIB formal até 2026 – embora este número não sugira que não haja mais lugar para pagamentos eletrônicos não instantâneos ou pagamentos em papel no futuro.

"A América Latina tem uma oportunidade incrível e o impulso de impulsionar o crescimento econômico e a inclusão financeira com pagamentos em tempo real", disse Leonardo Escobar, Chefe da ACI Worldwide na América Latina. "Devido a economias potenciais e benefícios econômicos que estão sendo deixados na mesa, mesmo uma mudança moderada para o tempo real afetará significativamente nosso futuro econômico. É hora de governos e campeões corporativos desempenharem seu papel em nossos esforços de liderar pagamentos em tempo real no mundo."

"Sem mandatos governamentais, muitas instituições financeiras têm pouco incentivo para transformar sua tecnologia. Muitas histórias de sucesso em todo o mundo, inclusive na Ásia, servem como um modelo para a América Latina impulsionar ainda mais os pagamentos em tempo real", acrescentou Escobar.

"Ao permitir a transferência de dinheiro entre as partes em segundos em vez de dias, os pagamentos em tempo real melhoram a eficiência geral do mercado na economia", comentou Owen Good, Chefe de Consultoria, Centro de Pesquisa Econômica e Empresarial. "Os pagamentos em tempo real melhoram a liquidez no sistema financeiro e assim, funcionam como um catalisador para o crescimento econômico. Isto é especialmente importante para nossas economias baseadas em profissionais liberais com ritmo acelerado e liderança digital. Os trabalhadores são pagos com rapidez, permitindo que planejem melhor suas finanças. As empresas têm mais flexibilidade e reduzem a necessidade de gerenciamento de fluxo de caixa oneroso."

"Um dos grandes temas do relatório deste ano é a nuvem como grande facilitadora do sucesso em tempo real e novas experiências de pagamentos diferenciadas", acrescentou Jeremy Wilmot, Diretor de Produto na ACI Worldwide. "No setor de serviços financeiros, ainda estamos apenas arranhando a superfície do potencial da nuvem. Como outros setores já mostraram, e como este relatório confirma, está cada vez mais claro que bancos e instituições financeiras com projetos de ganhar com pagamentos na economia digital em tempo real precisam estar baseados em nuvem e centralizados em dados."

"As nações em desenvolvimento continuam impulsionando a maioria dos ganhos de volume em tempo real, confirmando a tendência do setor de um maior crescimento proveniente de economias com infraestrutura mínima de pagamentos eletrônicos e, portanto, maior dependência do dinheiro em espécie", disse Sam Murrant, principal analista da GlobalData. "Em meio a toda essa atividade, os dispositivos móveis – em suas diversas formas – moldarão a trajetória dos pagamentos em tempo real para os mercados em desenvolvimento. A Índia fornece o modelo para integração de carteira móvel com sistemas de pagamento em tempo real subjacentes. Os dispositivos móveis continuarão sendo o principal fator de forma nos mercados desenvolvidos, no entanto, podemos ver a participação dos bancos mais atrás das carteiras."

Relatório Prime Time for Real Time 2022 - Um Resumo de Todos os Números Mundiais

GlobalData - Crescimento dos Pagamentos em Tempo Real:

2021

2026

Transações em tempo real realizadas a nível mundial

118,3

bilhões

427,7

bilhões

Crescimento
anual
64,5%

2021

Cinco países com o maior volume de transações de pagamentos em tempo real

Índia
48,6 bilhões

China
18,5 bilhões

Tailândia
9,7 bilhões

Brasil
8,7 bilhões

Coreia do Sul
7,4 bilhões

CAGR 2021 – 2026

Os 5 principais mercados em tempo real com crescimento mais rápido (onde a participação de pagamentos instantâneos de todos os pagamentos eletrônicos foi de 10% em 2021)

Brasil
56,8%

Omã
41,0%

Índia
33,5%

Filipinas
31,7%

Malásia
26,9%

Crescimento maior e mais rápido de transações em tempo real por regiões

América do Sul e Central
51,3%

Oriente Médio, África e Sul da Ásia
32,6%

América do Norte
30,2%

Europa
23,0%

Ásia-Pacífico
15,0%

Impacto Econômico em Tempo Real do Cebr:

2021

2026

Economia líquida agregada para consumidores e empresas facilitada por pagamentos em tempo real em 30 países observados

US$ 46,6 bilhões

US$ 184,0 bilhões

PIB formal facilitado por pagamentos em tempo real

US$ 78,4 bilhões
(equivalente a 0,10% do PIB combinado dos 30 países)

US $173,0 bilhões
(equivalente a 0,19% do PIB combinado previsto dos 30 países)

Número mundial de empregos necessários para produzir um nível equivalente de produção

4,9 milhões de empregos

10,3 milhões de empregos

Índia, Brasil, China, Tailândia, Coreia do Sul – benefícios para empresas e consumidores

US$ 37,0 bilhões combinados

US$ 164,6 bilhões combinados

Índia, Brasil, China, Tailândia, Coreia do Sul – PIB formal suportado por tempo real

US$ 54,6 bilhões

(equivalente a 0,23% do PIB combinado dos cinco países, ou a produção equivalente a 4,2 milhões de trabalhadores)

US$ 131,7 bilhões
(equivalente a 0,43% do PIB combinado previsto dos cinco países, ou a produção equivalente de 9 milhões de trabalhadores)

EUA, Canadá, Reino Unido, França, Alemanha – benefícios para empresas e consumidores

US$ 2,1 bilhões combinados

US$ 5,5 bilhões combinados

EUA, Canadá, Reino Unido, França, Alemanha – PIB formal suportado por tempo real

7,3 bilhões
(equivalente a 0,02% do PIB combinado dos cinco países, ou a produção equivalente de 70,4 milhões de trabalhadores)

13,9 bilhões
(equivalente a 0,04% do PIB combinado previsto dos cinco países, ou a produção equivalente de 118,9 milhões de trabalhadores)

GlobalData - Modernização dos Pagamentos do Consumidor:

2021

Mais da metade dos consumidores em todo o mundo agora possui e usa uma carteira móvel:

52,7 1%

aumento de 12,1% nos dois anos desde 2019 (devido à Covid-19) e de 33,8% desde 2018

GlobalData - Tendências de Fraudes:

2020

2021

Casos de roubo de detalhes de cartões online estão caindo – em 2021 houve uma ligeira redução nos casos

17,5%

16,9%

Casos de roubo ou roubo de detalhes de cartões de pessoas também estão caindo – em 2021 houve uma redução nos casos

15,5%

0,5%

Hacks de contas de carteiras digitais, roubos de identidade e casos de engenharia social estão aumentando. Percentual do total de casos de fraudes:

2020

2021

Hacks de contas de carteiras digitais

6,2%

7,3%

Roubos de identidade

11,6%

12,0%

Engenharia social

13,7%

14,4%

* Nota aos editores: Devido à ausência de um conjunto de dados robusto, a Rússia não está incluída no estudo de impacto econômico / ausência de um conjunto de dados robusto.

Sobre a ACI Worldwide

ACI Worldwide é líder mundial em software de pagamentos em tempo real de missão crítica. Nossas soluções de software comprovadas, seguras e escalonáveis permitem que as principais corporações, empresas de tecnologia financeira bem como disruptores financeiros e comerciantes processem e gerenciem pagamentos digitais, poderosos pagamentos 'omni-commerce', pagamentos de contas presentes e em processo, bem como administrem fraudes e riscos. Combinamos nossa presença mundial com uma presença local para impulsionar a transformação digital em tempo real de pagamentos e do comércio.

© Copyright ACI Worldwide, Inc. 2022

ACI, ACI Worldwide, ACI Payments, Inc., ACI Pay, Speedpay e todos os nomes de produtos/soluções da ACI são marcas comerciais ou marcas registradas da ACI Worldwide, Inc., ou de uma de suas subsidiárias, nos Estados Unidos, em outros países ou em ambos. As marcas comerciais de outras partes referenciadas são de propriedade de seus respectivos proprietários.

Ver a versão original em businesswire.com: https://www.businesswire.com/news/home/20220425005210/pt/

Contacts

Mídia
Nidhi Alberti
nidhi.alberti@aciworldwide.com
América do Norte, América Latina

Katrin Boettger
katrin.boettger@aciworldwide.com
Europa, Oriente Médio, África

Gary Walker-Hamilton
gary.walker-hamilton@aciworldwide.com
Ásia Pacífico, Sul da Ásia

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos