Mercado abrirá em 5 h 24 min

Economia tem retração de 0,13% e se aproxima de recessão técnica

Foto: Getty

O Banco Central divulgou nesta segunda-feira (12) o Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) referente ao segundo trimestre de 2019. A avaliação é considerada uma “prévia” do Produto Interno Bruto (PIB) para o ano.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

O IBC-Br registrou uma retração na economia brasileira de 0,13% entre abril e junho, em comparação com o resultado do primeiro trimestre (janeiro a março). O resultado já pode ser considerado como o de uma “recessão técnica”.

Leia também

No primeiro trimestre, a economia já havia visto uma retração em comparação com os três meses anteriores, de 0,2%. Duas quedas consecutivas já são suficientes para ser “diagnosticada” a recessão técnica.

Diferentemente da recessão “de verdade”, a recessão técnica é o termo usado quando há possibilidade de recuperação no curto prazo. Além disso, neste cenário não há aumento de desemprego e deterioração de outros índices econômicos.

Mesmo assim, a recessão técnica é um sinal de alerta para a iminência de uma nova recessão. Essa cautela já aparece no Relatório Focus, um levantamento feito com mais de 100 instituições financeiras, divulgado pelo Banco Central também nesta segunda.

Os analistas de mercado ouvidos pelo BC reduziram novamente a previsão de crescimento da economia brasileira para 2019. Antes, o mercado previa um crescimento de 0,82%. Agora, crê num crescimento de 0,81%.