Economia russa crescerá 3,6% em 2013, segundo FMI

Moscou, 23 jan (EFE).- A economia da Rússia crescerá neste ano no mesmo ritmo de 2012, 3,6%, e em 2014 aumentará esse registro para 3,8%, declarou nesta quarta-feira um chefe da missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) que esteve no país na última semana, Antonio Spilimbergo.

"O crescimento econômico em 2012 foi de 3,6%, e acreditamos que será mais ou menos igual em 2013. Para 2014, não prevemos grandes mudanças, quando o crescimento será de 3,8%", afirmou Spilimbergo em entrevista coletiva realizada em Moscou.

O órgão internacional deixa a Rússia convencidos de que a economia do país, uma das mais pujantes do mundo, cresce no mais alto ritmo possível nas circunstâncias atuais.

"Todos os indicadores mostram que a economia russa anda na maior velocidade possível para seu caso. Acreditamos que neste momento não seria adequado empurrá-la para um maior crescimento", explicou Spilimbergo, citado por agências de notícias russas.

Ao mesmo tempo, o FMI rebaixou em três décimos a previsão de inflação para este ano, que passa de 6,6% para 6,3%.

"É uma previsão que fazemos em função dos planos atuais e do que observamos quanto à política orçamentária" da Rússia, declarou Spilimbergo.

O funcionário do FMI felicitou a introdução de um teto de despesa nos Orçamentos da Rússia, mas ressaltou que a regra para sua determinação "poderia ser mais estrita". EFE

Carregando...