Mercado fechado

Economia do Reino Unido encolhe no início de uma longa recessão

Vista do distrito financeiro de Londres

Por William Schomberg e David Milliken

LONDRES (Reuters) - A economia britânica encolheu nos três meses até setembro, no início do que provavelmente será uma longa recessão, ressaltando o desafio para o ministro das Finanças, Jeremy Hunt, no momento em que ele se prepara para aumentar os impostos e cortar gastos na próxima semana.

A produção econômica encolheu em 0,2% no terceiro trimestre, contra previsão de analistas de contração de 0,5% em uma pesquisa da Reuters, mostraram dados oficiais desta sexta-feira

Mas foi a primeira queda no Produto Interno Bruto desde o início de 2021, quando o Reino Unido ainda estava sob restrições rigorosas contra o coronavírus, já que as famílias e empresas lutam com uma grave crise de custo de vida.

A economia britânica está agora ainda mais abaixo de seu tamanho pré-pandemia - é a única entre as economias do G7 que ainda não se recuperaram totalmente da queda provocada pela Covid - e está menor do que há três anos na base trimestral.

Respondendo aos dados, Hunt repetiu seus alertas de que serão necessárias decisões difíceis sobre impostos e gastos.

"Não tenho ilusões de que há um caminho difícil pela frente - um caminho que exigirá decisões extremamente difíceis para restaurar a confiança e a estabilidade econômica", disse Hunt em uma declaração.

"Mas para alcançar um crescimento sustentável a longo prazo, precisamos controlar a inflação, ... e fazer com que a dívida caia", acrescentou ele. "Não há outra maneira"