Mercado abrirá em 8 h 53 min
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,79 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,80 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,62
    +2,13 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.672,00
    0,00 (0,00%)
     
  • BTC-USD

    19.172,68
    -139,12 (-0,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    435,84
    -7,59 (-1,71%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,09 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.013,96
    -208,87 (-1,21%)
     
  • NIKKEI

    26.091,42
    +154,21 (+0,59%)
     
  • NASDAQ

    10.990,50
    -45,00 (-0,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3114
    +0,0035 (+0,07%)
     

Economia do México atende às expectativas e cresce 0,9% no 2º trimestre

Feira na Cidade do México

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - A economia do México cresceu 0,9% no segundo trimestre em relação aos três meses anteriores, ligeiramente abaixo dos dados preliminares, mas ainda o suficiente para levar o país ao segundo trimestre positivo consecutivo, disse a agência de estatísticas INEGI nesta quinta-feira.

A segunda maior economia da América Latina apresentou crescimento generalizado no período, com os setores primário, secundário e terciário registrando um aumento de 0,9% cada, segundo o INEGI.

Os dados mais recentes vieram em linha com as expectativas em uma pesquisa da Reuters com economistas, embora abaixo da estimativa preliminar divulgada no final do mês passado, que apontava para uma expansão de 1%.

Na comparação com o mesmo período do ano anterior, a economia mexicana cresceu 2,0% no segundo trimestre, impulsionada principalmente pelo aumento de 3,3% no setor secundário, que inclui atividades manufatureiras. O aumento também correspondeu às previsões do mercado.

No primeiro trimestre, a economia do México cresceu 1,0% em relação ao período de três meses anterior, um pouco mais do que o estimado inicialmente em meio a uma recuperação na indústria e serviços.

(Reportagem de redação da Cidade do México e Gabriel Araujo)