Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.428,18
    -219,81 (-0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.686,03
    -112,35 (-0,21%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,45
    +0,01 (+0,01%)
     
  • OURO

    1.765,00
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    62.183,07
    +684,32 (+1,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.448,17
    -3,46 (-0,24%)
     
  • S&P500

    4.486,46
    +15,09 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    35.258,61
    -36,15 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.203,83
    -30,20 (-0,42%)
     
  • HANG SENG

    25.409,75
    +78,75 (+0,31%)
     
  • NIKKEI

    29.025,46
    0,00 (0,00%)
     
  • NASDAQ

    15.294,25
    +3,75 (+0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4027
    +0,0112 (+0,18%)
     

Economia de energia é a vantagem mais sentida por donos de casas inteligentes

·3 minuto de leitura

Uma nova pesquisa feita pela LG mostrou as principais impressões de usuários que possuem equipamentos com recusros voltados para casas conectadas, como lâmpadas, televisões, máquinas de lavar, ar condicionado e refrigeradores. O estudo foi feito com 837 pessoas de 25 a 54 anos, nos Estados Unidos.

O primeiro questionamento feito tem relação com os objetivos primários de quem adquire um produto de smart home. Cerca de 17,3% das pessoas responderam que simplesmente desejavam uma forma de controlar dispositivos de forma automática, enquanto 15,7% pretendem economizar energia e dinheiro, e 13,3% procuram maiores opções de personalização nos ambientes internos.

A economia de energia é o principal benefício apontado por pessoas que já compraram dispositivos inteligentes, com 17,3% do total de respostas. Na sequência, fica a possibilidade de tornar os objetos mais agradáveis e úteis — usuários também perceberam uma maior economia de tempo, segurança aprimorada e menos esforço na utilização de utensílios smart.

Economia de energia é o benefício mais percebido por quem usa produtos smart (Imagem: Divuglação/LG)
Economia de energia é o benefício mais percebido por quem usa produtos smart (Imagem: Divuglação/LG)

Pessoas em faixas de idade mais altas costumam se sentir mais satisfeitas com seus produtos inteligentes, já que até 60% dos adultos de 50 a 54 anos estão completamente contentes com seus aparelhos. Existe uma tendência de diminuição dessa estatística à medida em que são mostradas as respostas dos mais jovens, e apenas 27,7% das pessoas de 25 a 29 anos se consideram extremamente felizes com seus dispositivos de smart home.

Pessoas de faixas etárias mais altas tendem a ficarem mais satisfeitas com dispositivos de casa inteligente (Imagem: Divulgação/LG)
Pessoas de faixas etárias mais altas tendem a ficarem mais satisfeitas com dispositivos de casa inteligente (Imagem: Divulgação/LG)

Ainda no aspecto de faixas etárias, a pesquisa mostra que pessoas mais jovens tendem a ser atraídas pelas inovações das casas conectadas, enquanto os mais velhos ficam empolgados com a melhoria de performance que os produtos podem proporcionar. Além disso, produtos smart tendem a gerar niveis de satisfação similares entre pessoas que não possuem conhecimento sobre inteligência artificial e quem tem alguma noção sobre o assunto.

TVs e geladeiras inteligentes são os preferidos

A pesquisa também identificou alguns grupos de usuários, e os principais usos das tecnologias inteligentes no dia a dia — em geral, todos priorizam televisões e geladeiras inteligentes. Entre os nichos identificados, estão as pessoas que valorizam o alto status social, que gostam de utilizar os recursos de identificação de tecidos e recomendação dos melhores ciclos nas máquinas de lavar, por exemplo.

Já quem coloca a praticidade como prioridade na rotina costuma utilizar os aplicativos de smartphones para controlar seus dispositivos. Quem valoriza a responsabilidade social faz uso dos recursos smart para economizar energia nos refrigeradores, enquanto pais e responsáveis por crianças controlam as luzes sem a utilização das mãos, além de usar diferentes cores nas lâmpadas para entreter os pequenos.

Outro grupo identificado na pesquisa inclui os usuários com interesse em jardinagem, que gostam de utilizar a voz para ativar diversos comandos. As pessoas que cuidam das tarefas domésticas priorizam a segurança dos lares com produtos como fechaduras smart, e os interessados em esportes gostam de ter placares sempre atuailzados em seus dispositivos, assim como os horários dos próximos jogos.

A pesquisa mostra que a LG está no caminho certo ao apostar em inteligência artificial como diferencial de seus eletrodomésticos, Smart TVs e outros eletrônicos da linha ThinQ, devendo ainda servir como parâmetro para melhorias focadas em públicos específicos que a marca deseja alcançar.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos