Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.827,50
    +2.448,58 (+2,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.850,49
    +583,29 (+1,38%)
     
  • PETROLEO CRU

    44,77
    +1,71 (+3,97%)
     
  • OURO

    1.802,50
    -35,30 (-1,92%)
     
  • BTC-USD

    19.196,89
    +744,93 (+4,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    380,99
    +11,24 (+3,04%)
     
  • S&P500

    3.631,75
    +54,16 (+1,51%)
     
  • DOW JONES

    30.016,95
    +425,68 (+1,44%)
     
  • FTSE

    6.432,17
    +98,33 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    26.588,20
    +102,00 (+0,39%)
     
  • NIKKEI

    26.165,59
    +638,22 (+2,50%)
     
  • NASDAQ

    12.075,00
    +169,75 (+1,43%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3947
    -0,0456 (-0,71%)
     

Economia digital do Sudeste Asiático pronta para boom pós- Covid

Yoolim Lee
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A dinâmica economia da Internet do Sudeste Asiático esfriou durante a pandemia, mas os gastos online devem se recuperar rapidamente e triplicar para mais de US$ 300 bilhões até 2025, segundo pesquisa do Google, Temasek e Bain & Co.

O valor das transações em quatro segmentos principais - comércio eletrônico, viagens, mídia e transporte e alimentação - deve crescer apenas US$ 5 bilhões, para cerca de US$ 105 bilhões em 2020. Neste ano, muitos consumidores optaram pelas compras via celular pela primeira vez, mas as paralisações encolheram os gastos com viagens.

A estimativa é de que a região - sede da Lazada, do Alibaba, e da Sea, que tem a Tencent entre os investidores - registre aumento de 63% no valor bruto das mercadorias de comércio eletrônico em relação a 2019. As compras online agora devem atingir US$ 172 bilhões até 2025 contra estimativa anterior de US$ 153 bilhões, segundo a pesquisa.

É “uma indicação clara de que o momentum não foi prejudicado pelo ambiente desafiador do ano”, de acordo com o estudo, uma revisão anual que cobre seis países e serve como referência para o rápido crescimento da indústria de Internet na região.

Sem surpresa, as viagens online foram as mais atingidas. O valor das transações despencou 58%, para apenas US$ 14 bilhões neste ano. Ainda assim, a possível recuperação do setor pode impulsionar o mercado para US$ 60 bilhões até 2025, mostrou o estudo. Transporte e entrega de alimentos - um setor dominado pelas líderes em aplicativos de transporte Grab e Gojek - também sentiram o impacto, com queda de 11%, para US$ 11 bilhões em 2020.

A demanda por serviços de aplicativos de transporte colapsou globalmente, fazendo com que as duas startups mais valiosas da região cortassem empregos.

No geral, as mudanças “sísmicas” deste ano no comportamento do consumidor expandiram o setor de Internet, disse o relatório. O Sudeste Asiático ganhou 40 milhões de novos usuários de Internet em 2020, enquanto um em cada três dos usuários de serviços digitais se conectou pela primeira vez devido à Covid-19.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.