Mercado abrirá em 7 h 31 min

Economia da Rússia cresce 10,5% no 2° tri contra 1 ano antes, maior salto desde 2000

·1 minuto de leitura

MOSCOU(Reuters) - A economia russa cresceu 10,5% no segundo trimestre de 2021 em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados nesta sexta-feira, apresentando seu salto mais forte desde o ano 2000 ao se recuperar da profunda contração desencadeada pela pandemia.

O serviço federal de estatísticas russo, Rosstat, havia divulgado preliminarmente um crescimento de 10,3% do Produto Interno Bruto da Rússia no segundo trimestre em relação aos mesmos três meses de 2020, um ano após lockdowns atingirem a atividade econômica da Rússia.

Depois de encolher 3,0% em 2020, sua contração mais acentuada em 11 anos, a economia russa já voltou a níveis pré-pandêmicos, impulsionada por recuperação nos preços globais das commodities.

Mas os padrões de vida da população e alguns setores não se recuperaram totalmente, sofrendo com o rublo mais fraco e a inflação elevada. A pressão sobre os preços teimosamente alta levou o banco central russo a aumentar sua taxa básica de juros pela quinta vez este ano nesta sexta-feira.

Em comparação com o segundo trimestre de 2019, o PIB cresceu 1,8%, mostraram os dados.

O crescimento do PIB no segundo trimestre foi o mais forte desde o terceiro trimestre de 2000, de acordo com dados da Reuters.

(Por Andrey Ostroukh)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos