Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.797,30
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    17.008,76
    +33,01 (+0,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Economia da Alemanha registra crescimento inesperado no 3º tri

Construção em Frankfurt, Alemanha

BERLIM (Reuters) - A economia alemã cresceu inesperadamente no terceiro trimestre, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira, que mostraram que a maior economia da Europa afastou a ameaça de recessão por enquanto, apesar da inflação elevada e das preocupações com o fornecimento de energia.

O Produto Interno Bruto aumentou 0,3% em comparação com o trimestre anterior, em dados ajustados sazonalmente, informou a agência federal de estatísticas. Pesquisa da Reuters apontava expectativa de contração de 0,2%.

"A economia alemã ... continuou de pé apesar das condições econômicas globais difíceis com a pandemia de Covid em curso, os problemas nas cadeias de abastecimento, o aumento dos preços e a guerra na Ucrânia", disse a agência em comunicado.

No trimestre anterior, a economia alemã havia expandindo apenas 0,1% na comparação com o período anterior.

Na base anual, o PIB cresceu 1,2% no terceiro trimestre em termos sazonalmente ajustados, superando a previsão dos analistas de uma taxa de 0,8%.

Em sua última previsão, o governo projetou uma recessão iminente na Alemanha, com o PIB caindo em 0,4% no próximo ano.

(Reportagem de Rachel More)