Mercado fechado

Economia da Alemanha fica estagnada no 4º trimestre

Por Rene Wagner e Joseph Nasr

Por Rene Wagner e Joseph Nasr

BERLIM (Reuters) - A economia da Alemanha estagnou no quarto trimestre devido à fraqueza no consumo privado e nos gastos estatais, mostraram dados nesta sexta-feira, renovando temores de uma recessão.

A maior economia da Europa tem perdido força em meio à recessão na indústria provocada por uma redução nas exportações, enquanto seu setor automotivo enfrenta problemas devido à cara mudança para carros elétricos.

O consumo privado e os gastos estatais vêm fornecendo ímpeto ao crescimento e, se esses dois setores continuarem a enfraquecer este ano, o risco de recessão aumentará.

"Achamos que a economia continuará a flertar com a recessão no primeiro semestre do ano", disse em nota Andrew Kenningham, da Capital Economics.

Um ponto favorável nos dados preliminares foi a revisão para cima do crescimento do terceiro trimestre a 0,2%, de 0,1% informado antes.

A Agência Federal de Estatísticas disse que os investimentos no setor de construção cresceram no quarto trimestre, enquanto os gastos em equipamentos e maquinário recuaram consideravelmente em comparação com o período de julho a setembro. As exportações também enfraqueceram nos últimos três meses do ano passado.

Na comparação anual, o Produto Interno Bruto da Alemanha expandiu 0,4% de outubro a dezembro após crescimento de 0,6% nos três meses anteriores, de acordo com dados ajustados sazonalmente.

Analistas consultados pela Reuters esperavam alta de 0,1% na comparação trimestral e de 0,4% na base anual.