Mercado abrirá em 7 h 11 min

Economia da Índia cresce 13,5% no 2º tri sobre ano anterior, mas tem desaceleração à vista

Mercado em Délhi, Índia

Por Manoj Kumar e Aftab Ahmed

NOVA DÉLHI (Reuters) - A economia da Índia cresceu 13,5% no segundo trimestre na comparação com o mesmo período do ano anterior, ritmo anual mais forte em um ano, mostraram dados divulgados nesta quarta-feira, embora a economia deva perder força nos trimestres seguintes à medida que a taxa de juros mais alta esfria a atividade econômica.

O crescimento nos três meses até junho, impulsionado por manufatura e serviços, como hospedagem e viagens, ficou abaixo da previsão de 15,2% dos economistas em uma pesquisa da Reuters, mas bem acima da expansão de 4,1% no trimestre anterior.

A aceleração é a mais rápida desde o trimestre de abril a junho de 2021, quando a economia indiana cresceu 20,1% em relação a um ano antes, período afetado pela pandemia.

Economistas disseram que a terceira maior economia da Ásia enfrenta riscos negativos com condições monetárias mais apertadas e preços mais altos de energia e commodities que devem pesar na demanda do consumidor e nos planos de investimento das empresas.

O banco central da Índia elevou sua taxa de recompra de referência em 140 pontos-base desde maio, incluindo 50 pontos este mês, ao mesmo tempo em que alertou sobre o impacto de uma desaceleração global nas perspectivas de crescimento doméstico.

(Reportagem de Manoj Kumar e Aftab Ahmed)