Mercado abrirá em 9 h 50 min
  • BOVESPA

    117.560,83
    +363,01 (+0,31%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.326,68
    +480,85 (+1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,50
    +0,05 (+0,06%)
     
  • OURO

    1.719,90
    -0,90 (-0,05%)
     
  • BTC-USD

    20.024,46
    -298,36 (-1,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    455,38
    -7,74 (-1,67%)
     
  • S&P500

    3.744,52
    -38,76 (-1,02%)
     
  • DOW JONES

    29.926,94
    -346,93 (-1,15%)
     
  • FTSE

    6.997,27
    -55,35 (-0,78%)
     
  • HANG SENG

    17.853,50
    -158,65 (-0,88%)
     
  • NIKKEI

    27.149,76
    -161,54 (-0,59%)
     
  • NASDAQ

    11.556,25
    +14,50 (+0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1041
    -0,0094 (-0,18%)
     

Economia alemã supera as expectativas com crescimento de 0,1% no 2º trimestre

Porto de Hamburgo, Alemanha

BERLIM (Reuters) - A economia alemã cresceu no segundo trimestre, sustentada por gastos domésticos e governamentais e superando as expectativas dos analistas que a viam o país à beira de uma retração, mostraram dados nesta quinta-feira.

A maior economia da Europa cresceu 0,1% na comparação trimestral e 1,7% em relação ao mesmo período do ano anterior, em dado ajustado para efeitos de preço e calendário, disse o escritório federal de estatísticas.

Analistas consultados pela Reuters esperavam que a economia estagnasse nos três meses até junho em relação ao trimestre anterior, em linha com a estimativa preliminar anterior do escritório de estatísticas.

As despesas das famílias aumentaram 0,8% em comparação com o primeiro trimestre, apesar das altas taxas de inflação e de uma crise energética, disse o escritório. O consumo do governo cresceu 2,3%.

Analistas dizem que as preocupações com a economia continuavam fortes.

"Os fatores negativos são atualmente tão grandes que não se pode descartar mesmo uma retração mais acentuada", disse o economista-chefe do VP Bank Thomas Gitzel. "Ou, dito de outra forma: muitas coisas positivas teriam que acontecer para que uma recessão não se materialize."

(Reportagem de Miranda Murray)