Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.183,95
    -355,84 (-0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.377,47
    +695,28 (+1,52%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,22
    +1,47 (+2,46%)
     
  • OURO

    1.712,60
    -21,00 (-1,21%)
     
  • BTC-USD

    51.052,93
    +3.632,27 (+7,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.019,87
    +31,78 (+3,22%)
     
  • S&P500

    3.819,72
    -50,57 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    31.270,09
    -121,43 (-0,39%)
     
  • FTSE

    6.675,47
    +61,72 (+0,93%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    +784,56 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    29.559,10
    +150,93 (+0,51%)
     
  • NASDAQ

    12.679,25
    -376,00 (-2,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7744
    -0,0877 (-1,28%)
     

Economia alemã deve encolher antes de nova recuperação, diz BC

·1 minuto de leitura
Distrito financeiro de Frankfurt

FRANKFURT (Reuters) - A economia alemã deve encolher neste trimestre por causa de restrições mais rígidas relacionadas à pandemia e, em seguida, recuperar-se na primavera no Hemisfério Norte com a queda das infecções por coronavírus e a distribuição de vacinas, disse o banco central do país nesta segunda-feira.

O Bundesbank também minimizou a recuperação da inflação, que atribuiu principalmente a mudanças no índice de preços, e observou que os aumentos salariais foram moderados.

O governo alemão tem sido criticado por seu ritmo relativamente lento de vacinação, e as empresas estão cada vez mais impacientes por uma flexibilização do lockdown, agora em seu quarto mês, especialmente com o número de casos em queda.

"A produção econômica alemã deve encolher visivelmente no primeiro trimestre de 2021, mas voltar a um nível significativamente mais alto a partir da primavera", disse o Bundesbank em seu relatório mensal.