Mercado fechado

EasyJet prevê queda da demanda por coronavírus e anuncia cortes

(Arquivo) Uma aeronave operada pela companhia aérea britânica Easyjet de táxi passa pelo terminal principal do aeroporto Tegel, em Berlim

A companhia aérea britânica EasyJet anunciou, nesta sexta-feira (28), uma série de cortes, devido ao novo coronavírus, epidemia que pesa sobre a demanda na Europa e gera cancelamentos de voos.

Em um comunicado, a EasyJet informou que congelará as contratações, reduzirá seus gastos administrativos e vai propor a seus funcionários períodos de licença não remunerada.

A maioria dos cancelamentos de voos tem como destino a Itália, principal foco da epidemia na Europa.

"Também estamos assistindo a um freio da demanda em outros mercados europeus", acrescentou a empresa.