Mercado abrirá em 9 h 5 min
  • BOVESPA

    108.714,55
    +2.418,37 (+2,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.833,80
    -55,86 (-0,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,82
    +0,06 (+0,07%)
     
  • OURO

    1.805,70
    -1,10 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    62.746,52
    +909,33 (+1,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.508,51
    +1.265,83 (+521,61%)
     
  • S&P500

    4.566,48
    +21,58 (+0,47%)
     
  • DOW JONES

    35.741,15
    +64,13 (+0,18%)
     
  • FTSE

    7.222,82
    +18,27 (+0,25%)
     
  • HANG SENG

    26.071,26
    -60,77 (-0,23%)
     
  • NIKKEI

    29.100,57
    +500,16 (+1,75%)
     
  • NASDAQ

    15.564,75
    +69,00 (+0,45%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4292
    -0,0071 (-0,11%)
     

EA pode quebrar acordo com a FIFA e renomear jogos de futebol

·2 minuto de leitura

A Electronic Arts pode não renovar o contrato de licenciamento com a FIFA e precisar renomear os futuros jogos de simulação de futebol da empresa. Em postagem no blog oficial em que comemorou as vendas de FIFA 22, a EA escreveu que está “explorando a ideia de trocar o nome” da franquia esportiva no futuro.

De acordo com informação confirmada pelo UOL, a principal renda da federação esportiva atualmente é o contrato com a EA. A desenvolvedora desembolsa anualmente mais de U$ 100 milhões, cerca de R$ 548 milhões na cotação atual, para a FIFA. O fim do contrato pode colocar a entidade futebolística em crise.

A desenvolvedora e a organização de futebol possuem um acordo válido até dezembro deste ano para o desenvolvimento e comercialização exclusiva de jogos com a marca FIFA, além de manter o status de parceira oficial da Copa do Mundo. O acordo de licença dura desde o ano de 1993.

"À medida que olhamos para o futuro, também estamos explorando a ideia de renomear nossos jogos globais de futebol da EA SPORTS. Isso significa que estamos revisando nosso contrato de direitos de nomes com a FIFA, que é separado de todas as nossas outras parcerias e licenças oficiais em todo o mundo do futebol”, escreveu a EA no comunicado feito pelo gerente geral Cam Weber.

Em outras palavras, o próximo jogo de futebol da EA pode não se chamar FIFA 23, mas deve manter o acordo de licença com times e campeonatos esportivos. A desenvolvedora possui acordos de exclusividade com a Premier League e a UEFA Champions League.

"Ao longo de anos, construindo nossa franquia global, também descobrimos que a autenticidade é essencial para a experiência ", continuou Weber “É por isso que concentramos tanta energia na força coletiva de mais de 300 parceiros licenciados individuais que nos dão acesso a mais de 17.000 atletas em mais de 700 equipes, em 100 estádios e mais de 30 ligas em todo o mundo”, completou.

O lançamento mais recente da franquia é FIFA 22, disponível para PC, PlayStation 4, PlayStation 5, Nintendo Switch, Xbox One, Xbox Series X e Series Sconfira o que achamos do jogo no review do Canaltech.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos