Mercado abrirá em 1 h 52 min
  • BOVESPA

    126.285,59
    +1.673,56 (+1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.344,11
    +433,58 (+0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,57
    +0,18 (+0,25%)
     
  • OURO

    1.826,00
    +21,40 (+1,19%)
     
  • BTC-USD

    40.179,57
    -67,13 (-0,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    941,70
    +11,77 (+1,27%)
     
  • S&P500

    4.400,64
    -0,82 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    34.930,93
    -127,59 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.078,25
    +61,62 (+0,88%)
     
  • HANG SENG

    26.315,32
    +841,44 (+3,30%)
     
  • NIKKEI

    27.782,42
    +200,76 (+0,73%)
     
  • NASDAQ

    14.974,00
    -37,50 (-0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0818
    +0,0233 (+0,38%)
     

EA confirma saída de “chefões” da Codemasters quatro meses após comprar estúdio

·2 minuto de leitura
EA confirma saída de “chefões” da Codemasters quatro meses após comprar estúdio
EA confirma saída de “chefões” da Codemasters quatro meses após comprar estúdio

A Electronic Arts (EA) confirmou a demissão de Frank Sagnier e Rashid Varachia, respectivamente CEO e CFO da Codemasters, através de um comunicado enviado ao site GamesIndustry.biz. Segundo a nota oficial, as saídas “sempre foram parte do plano”, mas foram adiantadas graças à velocidade com a qual a desenvolvedora se integrou ao grupo.

Tanto a Codemasters, responsável pelas franquias ‘F1’ e ‘DiRT’, quanto a Slightly Mad Studio, da série ‘Project Cars’, se juntaram à bandeira EA Sports recentemente. A primeira, no entanto, passará a ser administrada por novos nomes: Clive Moody e Jonathan Bunney, que atuavam como Vice-Presidentes Sênior de outros departamentos da desenvolvedora.

Logo da Codemasters
Logo da Codemasters; desenvolvedora foi totalmente integrada à EA após compra. Imagem Divulgação/Codemasters

Curiosamente, as saídas se dão após o CEO da EA, Andrew Wilson, insistir que a companhia não tinha a intenção de fazer com que a Codemasters fosse “apenas mais um estúdio” do grupo. Em entrevista recente ao site MCV, ele afirmou que queria que a desenvolvedora britânica “mantivesse sua identidade única”.

“Similar à Respawn, nossa intenção não é entrar e domar a Codemasters; nossa intenção não é entrar e transformar a Codemasters em apenas outro estúdio da Electronic Arts; nossa intenção é prover mais oportunidades”, disse Wilson na oportunidade.

Leia mais:

No fim de 2020, a EA decidiu adquirir a desenvolvedora conhecida pelos jogos de corrida por US $ 1,2 bilhão (cerca de R$ 6 bilhões). Na época, o Chairman da Codemasters, Gerhard Florin, apontou que o negócio tinha como objetivo “se beneficiar do conhecimento, recursos e escala global” do grupo e que não haveria “interferência externa”. A compra foi oficializada em março deste ano

De qualquer modo, a EA planeja manter a desenvolvedora ocupada, visto que o acordo da compra envolveu o lançamento um título de corrida todos os anos, usando tanto o portfólio da Codemasters quanto as próprias franquias, como ‘Need for Speed’, ‘Burnout’ e ‘Real Racing’.

E já tem game chegando, inclusive! Com lançamento previsto para 16 de julho, ‘F1 2021’ já está disponível em pré-venda no site oficial do jogo com versões para PlayStation 5 (PS5), PlayStation 4 (PS4), Xbox Series X|S, Xbox One e PC (via Steam). A edição comum do jogo está na faixa de preço dos R$ 298, enquanto a Deluxe sai por R$ 369.

Fonte: GamesIndustry.biz (via Eurogamer)

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos