Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.221,19 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,64 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    45.257,03
    -1.408,52 (-3,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,64 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,96 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,26 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7583
    +0,0194 (+0,29%)
     

EA compra Glu Mobile por US$2,4 bi e amplia aposta em jogos para dispositivos móveis

Akanksha Rana e Krystal Hu
·1 minuto de leitura

Por Akanksha Rana e Krystal Hu

BANGALORE, Índia (Reuters) - A Electronic Arts anunciou no final da segunda-feira a compra da produtora de videogames Glu Mobile por 2,4 bilhões de dólares, reforçando sua plataforma de dispositivos móveis com a adição de jogos como "Design Home", "Covet Fashion" e "MLB Tap Sports Baseball".

A desenvolvedora de videogames dos EUA ofereceu 12,50 dólares para cada ação da Glu, um prêmio de cerca de 33% em relação ao preço de fechamento de segunda-feira. As ações da Electronic Arts (EA) subiram 1,4% após o encerramento da sessão, enquanto as ações da Glu subiram 34%. O negócio, que deve ser fechado no trimestre que se encerra em junho, avalia a Glu em 2,1 bilhões de dólares.

A Glu, sediada em São Francisco, recebeu várias ofertas de aquisição no ano passado, já que suas ações tiveram desempenho inferior aos papeis de concorrentes, disse uma fonte familiarizada com a situação.

A EA vive uma onda de aquisições, já que possui um forte balanço e parece crescer com mais jogos no portfólio. Em dezembro, a companhia adquiriu a britânica Codemasters por 1,2 bilhão de dólares.

As vendas de videogames nos Estados Unidos atingiram um recorde de 56,9 bilhões de dólares no ano passado, de acordo com a empresa de pesquisas NPD, impulsionadas pelos impactos da pandemia.