Mercado fechado

Tesla não consegue atingir meta de entregar 500 mil carros em 2020

Rui Maciel
·2 minuto de leitura

A Tesla anunciou no último sábado (2) que não conseguiu atingir a sua meta de entregar 500 mil veículos em 2020. Mas foi por pouco. A montadora afirma que foram despachados 499.550 carros no ano passado, ou seja, 450 a menos do que o prometido pelo CEO da empresa, Elon Musk.

Diversos analistas do mercado já haviam afirmado que a Tesla teria dificuldades em bater a meta em questão neste cenário de pandemia de COVID-19, quando houve queda na venda de automóveis. Com um cenário de desemprego adiante, os consumidores reduziram seus gastos no ano passado. Com isso, as vendas da montadora caíram 15% no primeiro semestre de 2020, em relação ao mesmo período de 2019.

Tesla Model Y: SUV da marca começou a ser produzido também na China (Foto: Divulgação / Tesla)
Tesla Model Y: SUV da marca começou a ser produzido também na China (Foto: Divulgação / Tesla)


Para atingir o objetivo de 500 mil entregas, a Tesla precisava vender 181.650 carros no último trimestre do ano passado, o que significava um aumento de 30% em relação aos três meses anteriores. A própria empresa, durante a apresentação dos resultados do 3º tri, já havia dito que atingir a meta "se tornara difícil". No entanto, ela afirmou que isso seria possível caso a logística e a entrega do modelo Y se tornasse mais eficiente a partir de sua fábrica em Xangai, na China.

Burocracia

Ainda no sábado, a Tesla afirmou que os números de entrega devem ser vistos como "ligeiramente conservadores". Isso porque a montadora só considera um carro entregue quando toda a documentação do automóvel estiver em ordem e o veículo for, de fato, entregue ao cliente. Ainda segundo a companhia, os números finais podem variar 0,5% ou mais - para cima ou para baixo - quando os resultados trimestrais são anunciados.

No entanto, a meta de produção da Tesla foi atingida, com as fábricas da montadora produzindo 509.737 veículos no ano. A empresa também disse que o seu SUV de médio porte, o Modelo Y, começou ser produzido em sua unidade Xangai. Aliás, a demanda da China foi uma bênção para a Tesla em 2020, com a companhia vendendo cerca de 22.000 veículos Modelo 3 no país asiátivo em novembro.

"Estou muito orgulhoso da equipe Tesla por alcançar este marco importante!", afirmou Musk também no último sábado. "No início da empresa, pensei que tínhamos uma chance de 10% de sobreviver. E isso sendo otimista", completou.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: