Mercado fechado

E se um buraco negro engolisse a Terra? Calculadora revela o que aconteceria

Daniele Cavalcante

As chances de o planeta Terra ser engolido por um buraco negro são quase inexistentes, mas já imaginou o que aconteceria se isso acontecesse? Como seria esse evento catastrófico, além do fato de que todos morreríamos? Bem, podemos ter uma ideia de como seria isso sob o ponto de vista astronômico, com a ajuda da "Calculadora de Colisão de Buracos Negros".

De acordo com a ferramenta desenvolvida por Álvaro Díez, um estudante de física da Universidade de Varsóvia, na Polônia, se nosso planeta fosse consumido por um buraco negro, seriam liberados 32.204.195.564.497.649.676.480.000.000.000.000 megajoules de energia. Isso é cerca de 54 quintilhões de vezes todo o consumo anual de energia da humanidade.

No entanto, nosso pequeno planeta não afetaria muito a aparência das coisas ao redor de um buraco negro supermassivo. Por exemplo, o Sagittarius A*, o monstro que mora no coração da Via Láctea, tem cerca 4 milhões de vezes a massa do Sol. Se a Terra fosse engolida por ele, o horizonte de eventos - o ponto próximo ao buraco negro de onde nada, nem mesmo a luz, pode escapar - aumentaria em meros 0,00000000007281%.

Mas e se tivéssemos um encontro com um buraco negro menor, com “apenas” 20 massas solares, a diferença que causaríamos no horizonte de eventos seria maior, com 0,000014562% de aumento.

Ilustração do buraco negro CID-947, no centro de sua galáxia hospedeira. Ele tem quase 7 bilhões de vezes a massa do nosso Sol e é um dos buracos negros mais massivos já descobertos (Imagem: M. Helfenbein, Universidade de Yale / OPAC)

Essa calculadora é uma ferramenta interessante porque permite escolher não apenas os efeitos da colisão da Terra com um buraco negro, como permite estimar colisões com outros objetos massivos, incluindo estrelas. E você também pode escolher a massa dos dois corpos envolvidos no cálculo. Por exemplo: uma colisão envolvendo dois buracos negros, cada um contendo cerca de 30 massas solares, produziria um único buraco negro de 59 massas solares; o horizonte de eventos desse novo objeto teria 174,6 quilômetros de largura, 97% maior que o dos buracos negros originais que colidiram.

Embora as chances de sermos devorados por um buraco negro não devam ser 100% descartadas, podemos ficar tranquilos quanto a isso por alguns bilhões de anos. É que as melhores possibilidades de esse evento cataclísmico ocorrer será quando houver uma colisão entre a Via Láctea e a galáxia de Andrômeda, o que está previsto para acontecer dentro de 4 bilhões de anos.

Você pode conferir aqui a Calculadora de Colisão de Buracos Negros.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: