Mercado abrirá em 3 hs

E-goi lança software que integra vendas físicas e online de empresas brasileiras

Redação
·3 minuto de leitura

As restrições impostas pela pandemia e o consumo facilitado pelo varejo digital fizeram com que as lojas online crescessem 56,8% em 2020, em comparação com o ano anterior. Os dados são do estudo da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), em parceria com o Movimento Compre&Confie.

No mesmo cenário, o relatório da Euromonitor Internacional, sobre as principais tendências de consumo de 2021, relata que, neste ano, as marcas globais vão continuar a investir em formas de cativar os consumidores com a integração dos universos físico e digital. De acordo com o relatório, as empresas que conseguirem proporcionar experiências memoráveis a seus clientes em diferentes canais, enquanto coletam dados valiosos, serão as mais bem-sucedidas no mercado.

“O ano de 2020 apagou definitivamente as fronteiras existentes entre o e-commerce e a loja física. O cliente entra em contacto com a marca em momentos e canais diferentes e a missão das empresas é acompanhá-los de forma personalizada em todos os momentos. Para isso, é necessário um sistema centralizado que integre todas as entradas do cliente, para se comunicar com ele da forma mais eficaz possível. Em um país tão grande como o Brasil, essa necessidade é ainda maior. O cliente tem que se sentir em casa em qualquer uma das lojas da marca, seja online ou física”, explica Ernesto Ferreira, que é Head de Global Sales da E-goi, empresa portuguesa de automação de marketing com atuação em milhares de marcas brasileiras e em mais de 40 países.

Para Ferreira, apesar do crescimento das vendas em canais digitais, o ponto de venda físico ainda representa uma estratégia interessante para fortalecer a experiência do consumidor. “Imagina que o cliente entrou no site, navegou mais de 10 minutos, mas saiu sem comprar. No dia seguinte, ele passa em frente à loja física e recebe um SMS com um voucher de desconto nos produtos que ele estava interessado. Ao entrar na loja, o cliente ainda recebe uma notificação de outros produtos que podem lhe interessar, baseado na inteligência artificial e na pesquisa online dos dias anteriores. A compra pode ser efetuada ainda por um aplicativo, concluindo a experiência cross selling. São benefícios para os clientes e para as marcas, que conduzem à fidelização”, afirma.

Referência no movimento phygital, que unifica as experiências online e offline do cliente, a empresa lançou para 2021 um novo serviço focado na integração dos ambientes físico e digital de grandes marcas. A E-goi Digital Solutions utiliza softwares e a inteligência artificial para facilitar a decisão e o pagamento do consumidor, mantendo a personalização e experimentação dos produtos ao vivo.

“Entendemos que as empresas investem na inovação para aprimorar a experiência de compra do cliente. Por isso, unimos a nossa experiência de mais 20 anos na automação de marketing multicanal, nos trabalhos com mais de 600 grandes empresas espalhadas pelo mundo, para desenvolver softwares de integração que atendam as necessidades de cada marca”, explica o Head of Global Sales da E-goi, Ernesto Ferreira.

Fundada em 2007, a E-goi prevê trazer mais inovações em 2021, para ajudar clientes a atingir os objetivos mais estratégicos. Mais de meio milhão de utilizadores acessam a tecnologia da empresa portuguesa. Em 2019, a E-goi foi premiada pela Revista Exame Informática como a empresa tecnológica portuguesa que mais realizou contratações, e está entre as top 25 melhores empresas para trabalhar.

*O Canaltech é parceiro de mídia da E-goi

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: