Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.316,16
    -1.861,39 (-1,63%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.774,91
    -389,10 (-0,71%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,38
    -1,63 (-2,01%)
     
  • OURO

    1.927,60
    -2,40 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    23.106,67
    +312,82 (+1,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    526,66
    +9,65 (+1,87%)
     
  • S&P500

    4.070,56
    +10,13 (+0,25%)
     
  • DOW JONES

    33.978,08
    +28,67 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.765,15
    +4,04 (+0,05%)
     
  • HANG SENG

    22.688,90
    +122,12 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    27.382,56
    +19,81 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    12.221,00
    +114,25 (+0,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5462
    +0,0265 (+0,48%)
     

'Difícil é mostrar como executar uma ideia, diz diretor sobre pitch

  • Estratégia para um bom pitch depende de um olho no olho, defende diretor

  • Segundo Bohnen, "falar de ideia todo mundo fala"

  • O bom pitch deve mostrar caminhos concretos

Guilherme Bohnen, diretor executivo do Oto, acredita que, conquistar a confiança de investidores exige consistência no plano de ação. Por isso, em um pitch, ele aconselha que o empreendedor não se limite à apresentação da ideia, por mais brilhante e disruptiva que ela possa parecer. “Tem muita gente que é superficial em muitas coisas e não existe fórmula mágica. É importante orquestrar as várias disciplinas a todo o conhecimento disponível para mostrar, na prática, como isso é feito”, afirma o executivo.

Bohnen defende o olho no olho e a estratégia bem desenhada no papel. “Eu tenho uma característica muito forte de começar com brilho nos olhos e falar sobre execução, porque falar sobre ideia, todo mundo fala. Agora, me mostra como faz”, afirma o empreendedor gaúcho que o fazer é mais forte do que a ideia.

A habilidade de demonstrar caminhos concretos é tão valorizada por Bohnen, que, nas entrevistas com candidatos à sua equipe, ele pede que o profissional mostre o que já fez e como fez e também apresente um case de negócio com a respectiva estratégia de ação.

Vendedor como peça-chave na jornada do consumidor

“Percebemos que, para identificar melhor toda a influência da jornada do consumidor (online e offline), nós precisávamos incluir a peça que faltava nesta equação: que é a pessoa que ficava na loja interagindo com esse consumidor”, afirma o diretor executivo do Oto.

De acordo com o executivo, além de promover o retorno financeiro de grandes e pequenas marcas espalhadas pelo Brasil, o Oto diminui a ociosidade dos vendedores ao colocar na palma da mão deles uma ferramenta de gestão de clientes que possibilita que eles façam mais, tanto quando o consumidor está em casa, quanto quando ele está presencialmente na loja.

Trajetória no gerenciamento de relacionamento com o cliente

Empreendedor com atuação de quase duas décadas em CRM e Marketing Digital, Guilherme Bohnen é graduado em Administração e Marketing pela ESPM-RS e, atualmente, é Diretor Executivo do Oto, onde lidera a iniciativa de tecnologia e serviços de soluções focadas em marketing omnichannel. Profissional reconhecido e premiado nacional e internacionalmente por ajudar grandes empresas B2C do Brasil e da América latina transformarem a relação com os seus consumidores de forma única e em escala através da junção de tecnologia e marketing.