Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.937,87
    +1.057,05 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.371,98
    +152,72 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,38
    +1,01 (+1,55%)
     
  • OURO

    1.867,60
    +29,50 (+1,60%)
     
  • BTC-USD

    44.335,12
    +25,21 (+0,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.227,12
    +29,20 (+2,44%)
     
  • S&P500

    4.163,29
    -10,56 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.327,79
    -54,34 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.032,85
    -10,76 (-0,15%)
     
  • HANG SENG

    28.194,09
    +166,49 (+0,59%)
     
  • NIKKEI

    27.824,83
    -259,67 (-0,92%)
     
  • NASDAQ

    13.312,00
    -75,00 (-0,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4083
    +0,0043 (+0,07%)
     

DXOMARK: câmera frontal do Mi 10T Pro tem boas gravações, mas não empolga

Renan da Silva Dores
·4 minuto de leitura

Como parte das comemorações de seus 10 anos, a Xiaomi anunciou em setembro de 2020 a família Mi 10T, que estreou então no Brasil em novembro. A linha é uma revisão da família Mi 10, com novo design e algumas melhorias, além de alguns downgrades questionáveis. O Mi 10T Pro é o principal modelo da série, tendo na tela e nas câmeras seus maiores destaques.

O dispositivo é equipado com chipset Snapdragon 865 5G da Qualcomm, acompanhado de 8 GB de RAM e 128 GB ou 256 GB de armazenamento. Há ainda tela IPS LCD de 6,67 polegadas Full HD+ com taxa de atualização de 144 Hz, câmera tripla com sensor principal de 108 MP, ultra wide de 13 MP e macro de 5 MP, lente frontal de 20 MP e bateria de 5.000 mAh com carregamento rápido de 65 W.

Apesar das especificações fortes, o Mi 10T Pro não chegou a se destacar nos testes de câmera do DXOMARK, site especializado em análise de fotografia. Agora, os engenheiros do portal retornam mais uma vez ao antigo topo de linha da Xiaomi para conferir o desempenho da câmera frontal. Com 88 pontos, o aparelho empata com o Mi 10 Ultra, mas passa longe do top 10, com capturas medianas apesar das boas gravações de vídeo.

Selfies aceitáveis, com grande destaque para vídeos

A câmera frontal do Mi 10T Pro é equipada com um sensor de 20 MP, com abertura de f/2.2, suporte a HDR e capacidade de realizar gravações em 1080P a 30 FPS ou em 720P a 120 FPS. De acordo com o DXOMARK, o aparelho tem como pontos positivos o bom nível de detalhes em fotos, a exposição precisa, o modo retrato com boa estimativa de profundidade e exposição, além da tonalidade de pele geralmente agradável.

Também são destaques o baixo nível de ruído em vídeos, a exposição precisa em ambientes internos e externos em gravações, bem como o bom nível de detalhes em vídeos gravados em cenários onde haja moderada ou intensa luminosidade.

Com 88 pontos, o Xiaomi Mi 10T Pro passa longe do top 10 de selfies do DXOMARK (Imagem: Reprodução/Xiaomi)
Com 88 pontos, o Xiaomi Mi 10T Pro passa longe do top 10 de selfies do DXOMARK (Imagem: Reprodução/Xiaomi)

Entre os pontos negativos, os especialistas apontam o alcance dinâmico limitado, as instabilidades do balanço de branco com uso de flash, tonalidades amareladas e esverdeadas presentes em algumas capturas e baixa profundidade de campo em vídeos. Outros problemas incluem perda de detalhes em vídeos em baixa luz, efeito "gelatinoso" em vídeos e artefatos como quantização de cores e mudanças de tons.

Exemplos de fotos

De acordo com o DXOMARK, o Xiaomi Mi 10T Pro tem exposição precisa e balanço de branco neutro, mas seu alcance dinâmico é bastante limitado (Imagem: Reprodução/DXOMARK)
De acordo com o DXOMARK, o Xiaomi Mi 10T Pro tem exposição precisa e balanço de branco neutro, mas seu alcance dinâmico é bastante limitado (Imagem: Reprodução/DXOMARK)
O modo retrato tem boa separaçãodo sujeito, mas o blur não é realista (Imagem: Reprodução/DXOMARK)
O modo retrato tem boa separaçãodo sujeito, mas o blur não é realista (Imagem: Reprodução/DXOMARK)
A profundidade de campo é boa em fotos (Imagem: Reprodução/DXOMARK)
A profundidade de campo é boa em fotos (Imagem: Reprodução/DXOMARK)

Exemplo de vídeo

Xiaomi Mi 10T Pro: opção sólida para vloggers

Para o DXOMARK, a câmera frontal do Mi 10T Pro consegue tirar fotos aceitáveis na maioria das vezes, mas as capturas não se destacam. Apesar da exposição precisa e bons detalhes, o excesso de luz em pontos de alta luminosidade acompanhados de forte presença de ruído e profundidade de campo rasa entregam resultados abaixo do esperado.

Ainda assim, a performance em vídeo é relativamente forte, chegando a confrontar alguns dos topos de linha mais recentes. Segundo o portal, o celular pode ser uma opção interessante para quem prioriza captura de vídeos em vez de selfies. Você confere a análise na íntegra através deste link.

Xiaomi Mi 10T Pro: ficha técnica

  • Tela: IPS LCD de 6,67 polegadas Full HD+ com taxa de atualização de 144 Hz

  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 865

  • Memória RAM: 8 GB

  • Armazenamento interno: 128 GB ou 256 GB

  • Câmera traseira: 108 MP (Principal, f/1.7) + 13 MP (Ultra wide, f/2.4, 123º) + 5 MP (macro, f/2.4)

  • Câmera frontal: 20 MP (f/2.2)

  • Peso: 218 gramas

  • Bateria: 5.000 mAh

  • Extras: 5G, carregamento rápido de 33 W com suporte a 65 W, leitor de digitais na lateral, alto-falantes estéreo

  • Cores disponíveis: preto, prata e azul

  • Sistema operacional: Android 11, sob a MIUI 12

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: